Bahia

Ministério da Infraestrutura leiloa terminais da Codeba no Porto de Aratu nesta sexta

Vão a leilão nesta sexta-feira (18), em São Paulo, dois terminais da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), o ATU12 e ATU18, no Porto de Aratu-Candeias.

 

O Ministério da Infraestrutura é que leiloa os terminais.  Os arrendamentos devem render investimentos de R$ 363 milhões. 

 

As áreas ultrapassam os 200 mil m². Só em granéis sólidos – principalmente soja – a projeção é triplicar a movimentação, a partir de 2024. Ao fim do contrato, a estimativa é movimentar 10 milhões de toneladas/ano.

 

O projeto prevê a implantação de equipamentos e edificações para desembarque, embarque e armazenagem. Os terminais vão atender às demandas da produção agrícola da região chamada de Matopiba, formada pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. 

 

O Projeto ATU12 (brownfield) é destinado à movimentação de granéis sólidos, principalmente fertilizantes, concentrado de cobre, coque de petróleo e minérios diversos, com destaque para o minério de ferro. São aproximadamente 160 mil m², com expectativa de movimentação média de 2 milhões de toneladas/ano. O prazo do contrato é de 25 anos.

 

No Projeto ATU 18 (greenfield) o foco é a movimentação de granéis sólidos vegetais – grão de soja, farelo de soja, trigo e malte. Área de 51.6 mil m². O prazo do contrato é de 15 anos, projetado para movimentar 8 milhões de toneladas/ano, ao fim do contrato.

 

A gestão dos terminais se dará nos mesmos moldes do que já ocorre no Porto de Salvador com a Tecon – Wilson,Sons, operadora portuária de carga e descarga de contêiners, e a Intermaritma Portos e Logística S/A.

 

Em novembro o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ventilou o interesse em incluir a Codeba, além da Companhia Docas do Pará (CDP), na carteira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) (lembre aqui). 

Fonte:bahia noticias

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: