Eleições 2020

Tribunal Regional Eleitoral extingue recurso da oposição e mantém a validade da convenção do PDT

O Tribunal Regional Eleitoral em decisão unânime, publicada nesta quarta-feira, 28 de outubro, impôs derrota ao recurso impetrado por setores da oposição em Eunápolis, mantendo assim, a validade da Convenção Partidária do PDT, realizada no dia 11 de setembro, pelo presidente da sigla, Miris Lisboa. O TRE extinguiu o processo, impetrado pelos advogados Luiz Armando Ferreira Ribas, e Michel Soares Reis, este, ligado ao ex-prefeito de Itabela, Júnior Dapé, conforme consta em matéria publicada pelo site girodenotícias.com, com o título: “Michel Reis, advogado do prefeito Júnior Dapé concede entrevista”.

Revoltado com as perseguições sofridas pela oposição em Eunápolis, Miris desabafa através de áudio e diz que o grupo Cordélia não para com a perseguição política, contra ela. “Perdeu por decisão da Justiça Eleitoral,  a cana de braro em primeira instância. Mesmo perdendo prazo, não tiveram a vergonha de entrar com outra ação, no TRE, tentando derrubar o partido e anular a convenção realizada dentro da legalidade.

Nesta quarta-feira, perderam novamente em Salvador.  Miris pergunta. Por que tanta perseguição com este candidato. É medo?”.
Com esta decisão prolatada pelo TRE nesta quarta-feira, o PDT marcha mais firme  e unido, com o prefeito Robério Oliveira. 

Fonte:A Gazeta Bahia

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: