Cidades

Salvador – Dia da Consciência Negra destaca desafios e avanços na promoção da igualdade racial na Bahia

As mobilizações pela passagem do Dia Nacional da Consciência Negra na Bahia, neste sábado (20), atraíram uma série de ativistas, organizações da sociedade civil e do poder público, refletindo sobre conquistas e desafios para a promoção do povo negro. Com pequenas concentrações e cuidados sanitários por conta da pandemia, as atividades lembraram a trajetória do líder Zumbi dos Palmares, ícone da trajetória pela liberdade do povo negro, reforçando as lutas atuais por igualdade racial.

Em Salvador, uma das principais agendas foi a 13ª Lavagem da Estátua de Zumbi dos Palmares, com o tema “Vidas Negras importam: todos contra a Covid-19 em defesa do SUS”, evento realizado pela União de Negras e Negros Pela Igualdade (Unegro) no Pelourinho, em parceria com entidades do movimento social e Governo do Estado.

“A Lavagem representa a continuidade das lutas contra o racismo e em defesa da vida da população negra. Celebra a nossa ancestralidade, a nossa memória e atualiza os desafios da luta contra o racismo hoje”, afirmou a presidente nacional da Unegro, Ângela Guimarães, pontuando que as barreiras históricas pela equidade racial estão presentes principalmente no mercado de trabalho.

A titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, ressaltou que o 20 de novembro é um marco histórico de lutas e celebração de conquistas. “A Bahia é o estado com maior concentração negra fora de África, com grandes desafios para a inclusão plena do povo negro, mas com atuação do Governo do Estado, através das diversas áreas, focando no combate ao racismo e às desigualdades, a partir da criação da Sepromi, há 15 anos”, destacou.

Um dos destaques citados pela secretária é a campanha institucional do Novembro Negro deste ano, que traz a mensagem “Com racismo não há democracia”, estimulando o debate sobre defesa do povo negro, combate ao racismo e reparação. Ela ainda citou o Edital da Década Afrodescendente, investimento do Governo do Estado na ordem de R$ 3 milhões, por meio de parcerias firmadas neste mês, com organizações da sociedade civil para viabilizar projetos voltados à geração de renda da população negra.

Música e resistência

Ainda integrando a programação do Dia da Consciência Negra, acontece a partir das 20h, na Sala do Coro do TCA, o espetáculo “Afrobarroco em palestra musical – O canto dos Recuados”, do cantor e compositor Mateus Aleluia. Acompanhado do Maestro Ubiratan Marques, parceiro de longas datas, Mateus fará uma travessia pedagógica e musical que acontece no encontro da arte com o pensamento.

O projeto é uma iniciativa da Sanzala Artística Cultural, em parceria com a Sepromi, Secult e Bahiatursa, com apoio da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e transmissão ao vivo da TV UFRB e canal da Senzala Cultural.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: