Política

Efeito cascata: Após cassar Targino, TSE pode derrubar Marcell Moraes

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral que cassou o mandato do deputado estadual Targino Machado (DEM) por abuso de poder econômico nas eleições de 2018 foi recebida com preocupação nos bastidores da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). O TSE reverteu decisão do tribunal eleitoral baiano que havia recomendado a absolvição do democrata.

Com a mudança no curso do processo, quem está na mira da Corte superior é o deputado estadual Marcell Moraes (PSDB), cuja ação que pede cassação de mandato seria analisada pelo TSE nesta quarta-feira, mas acabou sendo retirada da pauta. O motivo do adiamento da análise não foi informado, mas há indicativo de que o assunto seja apreciado nos próximos dias.

A situação do tucano é semelhante a do democrata: abuso de poder econômico. Enquanto Targino – que é médico -, segundo as investigações, realizou atendimentos em clínica clandestina, distribuiu medicamentos e fez transporte de pacientes em troca de voto, Marcell promoveu campanhas de vacinação e castração de animais em cidades baianas com vasta publicidade eleitoral.

Os procedimentos, inclusive, foram questionados pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia (CRMV-BA), que entrou com representação contra o deputado no Ministério Público Eleitoral.

A linha do tempo sobre o caso de Marcell Moraes é desenhada há mais de um ano. Entre pedido de vistas do processo e suspensão de julgamento, o parlamentar acabou absolvido pelo TRE-BA em outubro de 2019 pelo placar de quatro votos a três.

Fontes  revelaram que a decisão do TSE contrária a Machado deixou Moraes em alerta. Interlocutores dizem, inclusive, que a bancada já começou a fazer as contas sobre o redesenho político oposicionista na Assembleia. A reportagem não conseguiu contato com Marcell Moraes.

Fonte:BNews

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: