Esportes

Confira quem é o Defensa y Justicia, próximo adversário do Bahia na Sul-Americana

Após passar pelo Vasco com uma vitória por 1 a 0, em pleno São Januário, na noite desta quinta-feira (3), o Defensa y Justicia será o adversário do Bahia nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Será o segundo adversário argentino do Tricolor nesta edição do torneio continental. O time baiano eliminou o Unión Santa Fé na última terça (1°).

 

O Defensa y Justicia entrou na Sul-Americana após terminar a fase de grupos da Libertadores na terceira posição do Grupo G com seis pontos, um a menos do que o segundo colocado Delfín, do Equador, enquanto o Santos ficou com a liderança ao somar 16. O time argentino perdeu os dois jogos diante da equipe paulista, ambos com o placar de 2 a 1. O primeiro desafio no torneio continental foi contra o paraguaio Sportivo Luqueño, pela segunda fase. E assim como no confronto contra o Vasco, a classificação foi apertada, com 3 a 2 no placar agregado, sendo 2 a 1 fora de casa no jogo de ida. Jogando em casa na volta, os argentinos carimbaram a vaga ao empatar em 1 a 1, com gol marcado aos 37 minutos do segundo tempo.

 

O técnico do Defensa y Justicia é o ex-jogador Hernán Crespo, que foi um atacante com bom faro de gol que fez sucesso com o River Plate e Parma, além de passar por Lazio, Inter de Milão e Chelsea, e disputou as Copas de 1998, 2002 e 2006 com a Argentina. Coincidência ou não, a principal arma da equipe argentina é o ataque formado por Braian Romero, artilheiro do time e com passagem pelo Athletico-PR, Francisco Pizzini e Ciro Rius. Por outro lado, o ponto fraco é a defesa, entre compromissos pelos dois torneios continentais e o campeonato nacional sofreu 27 gols em 22 jogos neste ano. Desde a volta do futebol em meio a pandemia do coronavírus, foram 13 partidas, sendo quatro vitórias, cinco derrotas e quatro empates. O triunfo sobre o Vasco quebrou um jejum de sete compromissos. Na Copa da Liga Profissional, que tapa o buraco do Campeonato Argentino, o Defensa y Justicia é o último colocado do Grupo 2 com apenas dois pontos em cinco jogos. Outros destaques do elenco são o goleiro Ezequiel Unsaín e os meias Nelson Acevedo, Raul Loaiza e Washington Camacho. O time base é formado por: Unsaín; Adonis Frías, Juan Gabriel Rodríguez e David Martínez; Marcelo Benítez e Nelson Acevedo (Loaiza); Ciro Rius e Eugenio Isnaldo; Washington Camacho; Gabriel Hachen e Braian Romero.

Clube da cidade de Florencio Varela, localizada numa zona muito humilde na província de Buenos Aires, o Defensa y Justicia precisou de 24 anos para passar por todas as divisões do futebol argentino até chegar à elite em 2014. Em 2017, o time eliminou o São Paulo na primeira fase da Sul-Americana daquele ano. A equipe manda seus jogos no Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, que tem capacidade para 20 mil torcedores.

 

A Conmebol ainda vai definir as datas do confronto das oitavas de final entre Bahia e Defensa y Justicia. No entanto, já se sabe que o primeiro jogo será em Salvador e a decisão da vaga acontecerá na Argentina.

Fonte:bahia noticias

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: