Brasil

Bolsonaro lamenta morte de Maradona em 1ª reunião bilateral com presidente argentino

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) iniciou sua primeira reunião bilateral com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, nesta segunda-feira (30) com condolências pela morte de Maradona. O encontro durou 40 minutos e foi realizado por videoconferência.

Essa foi a primeira conversa direta entre eles desde que Fernández foi eleito para presidir o maior parceiro comercial do Brasil na América Latina. Bolsonaro, que apoiou Mauricio Marcri – presidente que buscava reeleição – se recusava a falar com o líder argentino eleito. 

O ex-jogador de futebol morreu na última quarta-feira (25), e Bolsonaro não havia se manifestado sobre a morte do craque até o momento. Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o presidente brasileiro se solidarizou com o povo argentino e disse que Maradona foi “um grande atleta”.

Durante o encontro, Fernández pediu que as “diferenças do passado” sejam deixadas para trás e que “o futuro seja encarado com as ferramentas que funcionam bem” para os dois países, “potencializando todos os pontos de acordo”.

O presidente argentino também pediu que Argentina e Brasil trabalhem juntos na área ambiental. De acordo com a publicação, o encontro foi fruto de um movimento de aproximação feito pelo  embaixador argentino no Brasil Daniel Scioli, que assumiu o cargo em Brasília recentemente. 

Fonte:BNews

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: