Coronavírus

Bolsonaro admite a aliados que ministério da Saúde irá comprar vacina desenvolvida pela China

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) admitiu a aliados que pretende autorizar o ministério da Saúde a comprar a CoronaVac, vacina contra covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantã, em parceria com o laboratório chinês Sinovac. De acordo com a jornalista Bela Megale, do jornal O Globo, Bolsonaro confirmou a ministros e auxiliares que caso a vacina seja aprovada pela Anvisa será adquirida. 

Em entrevista à revista Veja, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) já havia afirmado que o governado federal iria adquirir a vacina, caso a eficácia fosse comprovada. Mourão classificou as declarações de Bolsonaro sobre a vacina como “briga política com o Doria”. 

“Essa questão da vacina é briga política com o Doria. O governo vai comprar a vacina, lógico que vai. Já colocamos os recursos no Butantan para produzir essa vacina. O governo não vai fugir disso aí”, afirmou Mourão. 

Há duas semanas, o ministério da Saúde através do ministro Eduardo Pazuello havia assinado uma carta de intenções para comprar 46 milhões de doses da Coronavac, contudo Bolsonaro desautorizou a aquisição dos imunizantes.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: