Coronavírus

Autorização de agência americana pode acelerar registro de vacina da Pfizer no Brasil

O relatório da Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos favorável à vacina produzida pela Pfizer em parceria com a BioNTech pode ser um bom indicativo para os brasileiros. Em reunião nesta terça-feira (8) com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e demais governadores, o governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), confirmou que a o imunizante pode ser aprovado sem a necessidade de regulação da Anvisa.

Em entrevista à CNN Brasil, ao deixar a reunião, o emedebista declarou que o ministro Pazuello garantiu que qualquer vacina que for aprovada – incluindo a CoronaVac, produzida pela farmacêutica chinesa SinoVac em parceria com o Butantan – será adquirida pelo Governo Federal.

De acordo com o artigo 3º da Lei 13.979, aprovada em fevereiro deste ano, qualquer vacina ou medicamento considerado essencial no combate ao novo coronavírus pode ser incluída no programa de imunização dos estados, sem registro da Anvisa.

A medida é válida desde que o imunizante tenha eficácia aprovada por alguma das quatro agências internacionais definidas pela lei: a Food and Drugs Administration (Estados Unidos), European Medicines Agency (União Europeia), Pharmaceuticals and Medical Devices Agency (Japão) e National Medical Products Administration (China).

Hélder Barbalho adiantou ainda que o ministro Eduardo Pazuello confirmou que o plano de imunização nacional, que inclui as estratégias para armazenamento e distribuição das vacinas, será apresentado nesta quarta-feira (9).

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: