Eleições 2020

A Justiça Eleitoral da 189ª Zona, oficiou às Polícias Federal e Civil para apurar propaganda extemporânea na convenção do PT, em Guaratinga

A Convenção do Partido dos Trabalhadores, em Guaratinga, que tem como candidato Rafael Gandhi, ao lado do vice-prefeito Deldi Ferreira, realizada no  domingo, 13, no Centro Cultural, se transformou-se em um sério problema para os candidatos.

Conforme representação feita pelo Democratas, junto à Justiça Eleitoral, no decorrer do evento, aconteceram fatos que chamaram à atenção da sociedade local e das autoridades pelas extravagâncias como, aglomerações, propaganda extemporânea, distribuição de bens e benefícios aos eleitores. 

Conforme determinação do Tribunal Superior Eleitoral, as convenções devem acontecer sem aglomerações. No entanto, o que seu viu, foram muitas pessoas aglomeradas na caminhada,  convencionais, e gente sem máscaras com os pré-candidatos, pelas ruas da cidade, e bens como, camisetas e bonès, o que configura propaganda antecipada.

Diante dos fatos, o Juiz Eleitoral, Heitor Awi Machado, oficiou à Polícia Federal e Civil para apurar as condutas dos candidatos, bem como, citou os representados para se defenderam.
Este é o primeiro caso que vai parar na Justiça Eleitoral, por prática de propaganda extemporânea e distribuição de bens para os eleitores.  

O governador Rui Costa disse ter ficado “muito preocupado” após ver cenas de convenções partidárias no interior baiano. Segundo Rui, se os casos continuarem com o início do período da propaganda eleitoral (a partir do dia 26 de setembro), a situação pode perder o controle na contenção ao novo coronavírus.

Fonte:A Gazeta Bahia

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: