Cultura

TCA participa da 20ª Semana Nacional de Museus e oferece programação gratuita

Com 55 anos de história, o Teatro Castro Alves (TCA) guarda boa parte da memória das artes da Bahia: afetos que se manifestam em suas estruturas, nas centenas de milhares de pessoas que já o ocuparam, nos seus corpos artísticos – Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) – e seu Centro Técnico. A documentação destas tantas experiências é tarefa do Núcleo de Memória e Pesquisa do TCA, setor que propõe a inserção do maior equipamento cultural público da Bahia na “20ª Semana Nacional de Museus”, afirmando o lugar do Complexo na formação de patrimônios simbólicos. Entre 16 e 22 de maio, mais de 2.500 eventos se espalham em quase 900 entidades culturais do país, numa ação mobilizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), sob o tema “O poder dos museus”. O TCA adentra esta agenda com campanha nas redes sociais, palestra, oficina, filmes, rodas de conversas e lives, em uma programação totalmente gratuita.

Durante os sete dias, a página de Instagram do TCA (@teatrocastroalvesoficial) vai compartilhar memórias de pessoas que publicarem imagens e histórias relacionadas ao Complexo. Entendendo que patrimônio histórico-cultural e memórias coletivas são feitos de gente, a ideia é estimular que internautas se reconheçam parte desta trajetória e do devir, fazendo postagens com uso da hashtag #EuNoTCA.

Na terça-feira (17), às 18h, o Foyer da Sala Principal do TCA receberá a palestra “Arte e emancipação: Carybé e Cravo no Foyer”, com o historiador Rafael Dantas, bem ao lado da escultura “O Cangaceiro”, de Mário Cravo Jr., e do painel “Episódios da História da Bahia”, de Carybé, obras expostas no local. É necessária inscrição prévia através de preenchimento de formulário (clique aqui). Quem preferir poderá assistir à transmissão ao vivo pelo Instagram do TCA.

Na quarta-feira (18), das 10h à meia-noite, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) disponibiliza com exclusividade a exibição online do documentário-dança “A Cidade que Habita em Mim”, obra criada para homenagear as quatro décadas do corpo artístico e estreada em dezembro do ano passado. No filme, com direção da cineasta Maria Carolina, o corpo artístico do TCA une dança e cinema, como fios que compõem o roteiro dramatúrgico, para a construção de uma obra híbrida, conduzida pelas memórias e pelo cotidiano das/os habitantes da cidade de Salvador. Cumprindo roteiro em festivais nacionais e internacionais, a obra recebeu o prêmio de “Melhor edição” no 6º Festival Mundial de Cinema da Índia e poderá ser acessada no YouTube do TCA.

Na quinta e na sexta-feira, dias 19 e 20, às 18h30, haverá rodas de conversa transmitidas ao vivo pelo YouTube do TCA, discutindo questões de “Museu, memória e poder”. A primeira, “Gênero, raça e museus: lugares e decolonialidade”, será com os professores Alexandro de Jesus (UFPE) e Joana Flores (UNEB). Na segunda roda, três museólogas participam: Jane Palma vai falar de “Formação de público de museus e centros culturais”; já Mona Ribeiro, da Rede de Educadores em Museus da Bahia e do Brasil, e Genivalda Cândido da Silva, presidente do Conselho Regional de Museologia (COREM/BA), debatem “O profissional de Museologia na contemporaneidade”.

As crianças são as convidadas para o sábado, dia 21, com a Oficina de Confecção de Máscaras do Centro Técnico do TCA, onde também farão uma visita ao setor responsável pela produção e difusão de conhecimentos nas áreas da Engenharia do Espetáculo e pela manutenção do guarda-roupa do TCA, com um acervo de cerca de 7 mil peças. Para aprender brincando sobre o que acontece nos bastidores do Complexo, é necessária fazer inscrição prévia em uma das três turmas: 9h, 10h15 ou 11h15 da manhã (clique aqui).

Para fechar, no domingo, 22 de maio, às 17h15, o pôr do sol é cenário para a live “Daqui do alto eu te vejo: o entorno da memória”, com Caio Costa, diretamente do Jardim Suspenso do TCA e sua bela vista para o Campo Grande. Publicitário e consultor de Marketing Digital, Caio é autor do “A Vida Em Salvador”, página do Instagram que reúne mais de 60 mil seguidores, mostrando a rotina de várias partes da capital baiana. Internautas podem acompanhar nos perfis @avidaemsalvador ou @teatrocastroalvesoficial.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: