Polícia

Suspeitos presos receberiam R$ 80 por auxílio em atentado que matou 3 em Jaguaribe

Os dois suspeitos presos por envolvimento no assassinato de três pessoas na praia de Jaguaribe, na terça-feira (5), receberiam R$ 80 para auxiliar no crime. Em entrevista coletiva sobre a investigação nesta quinta (7), o delegado titular do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Bezerra, afirmou que a dupla foi autuada em flagrante como coautora do triplo homicídio. Eles foram responsáveis por transportar os atiradores até o local do crime e ajudar na fuga deles.

 

“Ambas as pessoas, quando abordadas, admitiram a participação no evento. Narraram toda a ação deles e também falaram que assim o fizeram por conta da promessa de retribuição financeira”, narrou Bezerra. Segundo o delegado, o pagamento seria dividido da seguinte forma: R$ 50 para um e R$ 30 para outro.

 

Presos na quarta (6), os homens passarão por audiência de custódia nesta tarde para saber se poderão aguardar as investigações em liberdade ou se a prisão em flagrante será convertida em preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.

 

“Ambos tiveram importante atuação para que o resultado se concretizasse da melhor forma possível”, afirmou o titular do DHPP. Ele contou, ainda, como teria sido a atuação dos homens. “Eles chegaram antes no local para identificar se a vítima principal, o Lucas, estava na areia. Sendo identificado, eles sinalizaram aos atiradores que a vítima estava ali. Em seguida, os atiradores se deslocaram ao local dos disparos. Os presos visualizaram toda a ação delitiva e depois ajudaram os atiradores a empreender fuga.

 

A polícia também investiga se os dois agiram como “batedores”, ou seja, se eles tentaram assegurar aos atiradores que não havia ação policial no trajeto até o local do crime. Há hipótese de que um carro foi usado para esta finalidade. 

 

Com os suspeitos, foram apreendidas duas motocicletas que, segundo a Polícia Civil, foram usadas para transportar os atiradores. Além dos veículos, foram apreendidas também as roupas usadas por eles no momento do crime, que coincidem com as imagens da ação recolhidas e analisadas pelos investigadores.

 

Além de Lucas, principal alvo dos atiradores, morreram também Juliana Celina da Santana Silva Alcântara, 20, e o adolescente, Igor Oliveira Lima Filho, 16, Eles não têm relação com Lucas e acabaram sendo atingidos porque, com a correria gerada na praia pelo crime, os suspeitos passaram a tiros a esmo no local.

Fonte:bahia noticias

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: