Política

Salon du Chocolat: Governo do Estado destaca qualidade do chocolate baiano em Paris

A segunda fase da missão internacional liderada pelo vice-governador João Leão, secretário do Planejamento (Seplan), começou nesta quinta-feira (28), no Salon du Chocolat, em Paris, onde a Bahia tem o estande ‘Cacau e Chocolate do Brasil’. A feira é a mais importante do mundo dedicada ao chocolate e ao cacau. Na segunda agenda do dia, a comitiva se reunirá com a Organização Internacional dos Vinhos da França para discutir sobre produção vinícola e turismo na Embaixada do Brasil na França.

“Estamos no Salão do Chocolate em Paris mostrando que a Bahia produz chocolate e cacau de qualidade. Grandes negócios vão surgir daqui. Nosso objetivo, marcando presença em Paris, a meca do chocolate, é valorizar o interior do estado. Precisamos acabar com as diferenças que nós temos na Bahia, equilibrar a arrecadação entre os municípios e nada melhor do que participar desse evento e trazer os produtos baianos para o mundo”, declara Leão.

“O Salão do Chocolate é uma referência mundial no que tange a tudo que envolve essa cadeia produtiva, influenciando em negócios por todo planeta, com ênfase na Europa. A presença da Bahia certamente irá resultar em um crescimento maior ainda do interesse pelo cacau e pelo chocolate de nosso estado, gerando emprego e renda para nosso povo, além da constatação da qualidade de nossos produtos”, destaca o secretário da Agricultura da Bahia, João Carlos Oliveira.

Para o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, a Bahia é o principal produtor de chocolate do Brasil e sua produção está se expandindo bastante, especialmente na região Sul. “A nossa presença no Salão do Chocolate de Paris, em uma comitiva liderada pelo vice-governador João Leão, é muito importante para atrair investimentos e dinamizar essa atividade econômica no estado”, pontua.

Já o deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar do Setor Produtivo, Eduardo Salles, diz que o Salão do Chocolate é o “Oscar” do segmento: “Quando estive secretário estadual da Agricultura, consegui, à época, junto com minha equipe, levar o evento para a Bahia por acreditar no potencial dos nossos produtores”.

Turismo e planejamento

“A Bahia já conquistou seu espaço nesse evento internacional emblemático, com reflexos no turismo. A visita às fábricas de chocolate da Costa do Cacau é um roteiro gastronômico em ascensão, associado à história das antigas fazendas da região. O destino vai ganhar mais um atrativo: o Governo do Estado está reativando a Estrada do Chocolate, na ligação Ilhéus-Uruçuca. O turismo avança na terra de Jorge Amado, onde o chocolate gourmet ganha cada vez mais qualidade, inclusive com premiação aqui na França, entre os três melhores do mundo”, ressalta o secretário do Turismo, Maurício Bacelar.

De acordo com o diretor de Planejamento Territorial da Seplan, Herbert Oliveira, a cultura do cacau está presente em três Territórios de Identidades do Sul baiano: Costa do Descobrimento, Extremo Sul e Litoral Sul. “Estamos prestigiando o estande do Estado e o cacau da Bahia, importante cultura que tem desenvolvido esses três territórios e gerado muito emprego e renda para a população”, afirma.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: