Política

Roma diz que avanço da violência é resultado de falta de postura de grupos que se alternam no poder na Bahia

 

O pré-candidato a governador, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), disse que o aumento da violência e o avanço da atuação do crime organizado na Bahia não são somente uma questão de gestão, mas de postura de grupos que se alternam à frente do Governo do Estado.

“A verdade é que até hoje o drama que se vive em relação à segurança pública da Bahia é um fracasso coletivo de grupos que se alternam no poder. ACM Neto diminuiu o contingente de guardas municipais de Salvador, assim como o atual Governo da Bahia diminuiu o número de policiais militares para dar segurança ao nosso povo”, disse João Roma, em entrevista à Rádio Andaiá, de Santo Antônio de Jesus, nesta quarta-feira (29).

Roma ainda questionou os discursos do petismo na Bahia e do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, de que agora farão diferente. “Por que não fizeram antes? O que é a verdade é que até hoje a Bahia não teve um governo que desse respaldo às suas forças policiais”, criticou Roma, que apontou os processos administrativos ou judiciais a que os policiais precisam responder quando atuam em defesa dos cidadãos.

O pré-candidato a governador pelo PL reforçou também a necessidade de investimento maciço nas forças de segurança de maneira a conter a violência que toma conta não somente da capital, mas também do interior do estado. “Para resolver isso é importante dar respaldo às forças policiais, investir em inteligência como tem feito a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, com equipamentos, mas também valorizar o servidor”, disse Roma, que defende o mesmo tipo de amparo para a ação dos guardas civis municipais.

Feira de Santana

O pré-candidato a governador, João Roma, falou da visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) a Feira de Santana e ressaltou que as obras do rodoanel da cidade baiana não são mais uma promessa, mas uma realidade. O presidente estará nesta sexta-feira (1º) em Feira, onde vai vistoriar as obras do trecho oeste do rodoanel. Bolsonaro chega às 9h e segue em motociata do aeroporto para o rodoanel, onde fará pronunciamento, às 10 horas, no viaduto do KM 418 da BR-116.

“Essa obra do Rodoanel de Feira foi prometida por outros pré-candidatos, mas só agora está saindo do papel. Não se trata mais de uma promessa”, destacou Roma, em entrevista à Rádio Princesa FM, também na manhã desta quarta. Roma ainda lembrou que o presidente Jair Bolsonaro irá anunciar, na passagem pela cidade, a criação da TV Feira, em um convênio da EBC com o município de Feira de Santana.

“Será um canal educativo importante para que cada vez mais possamos também viabilizar conteúdos locais e projetar os talentos de Feira de Santana e da região”, disse Roma, para quem a nova TV será um grande ativo para a cidade. “É mais um canal para que toda a região possa avançar no quesito cultural”, comentou.

Na sexta-feira, Bolsonaro passará ainda por Cruz das Almas e Maragogipe. No sábado, 2 de Julho, estará em Salvador para participar da II Motociata da Independência, com concentração no Farol da Barra, a partir das 8 horas.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: