Esportes

Ouro de Ana Marcela motiva atletas da Arena Aquática Salvador

A vitória de Ana Marcela Cunha, ouro em maratona aquática na Olimpíada de Tóquio, tem sido celebrada com muito entusiasmo pelos soteropolitanos. Na Arena Aquática Salvador, equipamento vinculado à Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), o título também trouxe um estímulo extra para os atletas.

Luana Diane Santos, 19 anos, integra a equipe de atletas de alta performance da Arena desde o início do ano. Apaixonada pelo esporte, ela afirma que a trajetória de Ana Marcela é inspiradora e a conquista possibilita que ela também sonhe com grandes feitos.

“Ela é baiana e daqui de Salvador. A gente fica com uma felicidade muito grande e se sente mais perto do pódio. Essa medalha traz esperança e fé para gente além do incentivo de que se ela conseguiu, todos nós podemos. Ela é maravilhosa. Vibrei muito com a conquista dela”, contou entusiasmada.

Luana se preara para disputar a segunda prova da 8ª edição da Copa Brasil de Maratonas Aquáticas, que será realizada nesta sexta-feira (6) e sábado (7), no Yacht Clube da Bahia. A copa é promovida pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

“Gosto muito de disputar maratonas. Com a parada nas competições [por força da Covid-19], estava ansiosa para retomar. Nadar é a minha paixão! Pratico a natação por saúde e também por amor. Se der certo essa minha caminhada, quero continuar competindo mais e mais”, afirmou.

Além de Luana, também disputará a Copa Brasil a colega Gabriela Cerqueira Souza, 13 anos. A atleta iniciou no esporte aos três anos, por questões de saúde, e desenvolveu técnica e habilidade. Este ano passou a integrar a equipe da Arena Aquática e destaca que tem sido gratificante a troca de conhecimentos entre os profissionais.

“A equipe é bem produzida e bem formada. Aqui somos bastante motivados. É tudo incrível e vai ser uma ótima experiência participar desta prova”, contou Gabriela.

Investimento municipal – O coordenador da Arena Aquática e medalhista olímpico de bronze na Olimpíada de Sydney 2000, Edvaldo Valério, destacou que a Prefeitura tem possibilitado um grande apoio aos atletas de alta performance da capital baiana com a oferta da piscina de 50×25 metros – o equipamento foi o mesmo utilizado nas Olimpíadas Rio 2016. Além disso, toda a estrutura que integra o complexo aquático ajuda a oferecer o suporte necessário: uma piscina semiolímpica, academia, sala de fisioterapia, sala de atendimento médico, sala para exames antidoping, vestiários para atletas e paratletas, sala de técnicos e outros espaços.

“Temos desenvolvido ações com o intuito de desenvolver e fomentar o esporte, especificamente a natação. Nesse um ano e meio, inclusive passando pelo processo de pandemia, conseguimos desenvolver ações e revelar alguns atletas. Temos nomes aqui que acreditamos muito no potencial e que, no futuro, quem sabe, poderemos comemorar a conquista de algum título deles”, pontuou.

Quando o equipamento foi inaugurado, em 2018, a medalhista Ana Marcela Cunha esteve no local e comemorou o investimento municipal voltado à natação. À época, ela afirmou que poderão surgir alguns campeões a partir do local e que a expectativa é que a Arena fosse um celeiro de medalhistas olímpicos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: