Política

Otto fala em não julgar Chico Rodrigues previamente, mas ressalta: “Guardar dinheiro nas partes íntimas é inadequado”

O senador baiano Otto Alencar (PSD) está cauteloso em relação ao processo contra o colega de Casa Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado pela Polícia Federal com dinheiro entre as nádegas. Porém, ressalta a atipicidade do episódio: “guardar dinheiro nas partes íntimas é inadequado”.

“Tenho que ler os autos do processo, não vou julgar ninguém liminarmente. E vou declarar meu voto em plenário. Chico tem culpa, não tem culpa? Acho que sim, até porque guardar dinheiro nas partes íntimas é inadequado”, avaliou Otto.

Em entrevista , o senador avaliou como “normal” a decisão monocrática do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, que determinou o afastamento de Chico Rodrigues. Cabe agora ao Senado manter ou não a determinação.

“Achei normal, como foi com Aécio Neves, em 2017. Decisão judicial se cumpre, não se diverge”, disse Otto.

Em 2017, o então senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi afastado por decisão do ministro do STF Edson Fachin. Depois, o plenário do Senador derrubaria a determinação. Na ocasião, Otto Alencar votou a favor do afastamento.

Fonte:BNews

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Verifique Também

Close
Close
%d blogueiros gostam disto: