Religião

Obras Sociais Irmã Dulce recebem premiação na Câmara por indicação da deputada Lídice

A instituição filantrópica Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) recebeu o prêmio Brasil Mais Inclusão na quarta-feira (18/9), no Plenário da Câmara dos Deputados. A deputada Lídice da Mata (PSB-BA) foi responsável pela indicação da OSID. A premiação é destinada a homenagear empresas, entes federados, entidades ou personalidades que promovam ações de inclusão de pessoas com deficiência, ou sejam elas próprias exemplos de vida e de superação.

“Irmã Dulce construiu toda essa obra a partir de seu esforço individual recolhendo pessoas abandonadas das ruas. O que resultou no complexo de hospitais que dão atendimento por meio do SUS a mais de 4 mil pessoas, principalmente idosos, pessoas com deficiência, pessoas em situação de rua e crianças e adolescentes em risco social”, afirmou Lídice.

O Prêmio Brasil Mais Inclusão é concedido anualmente durante a semana em que se comemora o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência – 21 de setembro – a dez vencedores contemplados com diplomas de menção honrosa. Metade da premiação é dedicada às empresas, ONGs e entidades, que participam na categoria “Mérito João Ribas”. Desde 2017, a categoria que inclui Personalidades e Entes Federados passou a ser chamada de categoria “Mérito Darci Barbosa”.

As Obras Sociais Irmã Dulce foram indicadas na categoria Mérito João Ribas. Em função dos inúmeros compromissos da solenidade de canonização da Irmã Dulce, marcada para outubro, no Vaticano, não foi possível a presença de um representante da OSID e a socialista Lídice da Mata recebeu o prêmio, que será entregue posteriormente em Salvador.

As Obras Sociais Irmã Dulce atuam em Salvador e oferece atendimento gratuito na saúde, educação e assistência social, distribuídos em 21 núcleos que prestam assistência à população de baixa renda. Em 2018 a instituição foi premiada como a melhor Organização Não Governamental (ONU) da região Nordeste e uma das 100 melhores do Brasil.

Lídice da Mata contou que, no caso do atendimento especializado a pessoas com deficiência, a OSID conta com dois núcleos que atualmente, por meio do Centro Especializado de Reabilitação Irmã Dulce, permite o atendimento mensal de 700 pessoas. “O cuidado com pessoas com deficiência auditiva, física, intelectual e visual contam com uma equipe multiprofissional de médicos, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais e pedagogos”, disse.

Canonização: – Conhecida como “O Anjo bom da Bahia”, a freira irmã Dulce será a primeira santa brasileira, proclamada em maio deste ano, após o pontífice reconhecer dois de seus milagres. Em 2011, a freira já havia sido beatificada. Sua canonização acontece no dia 13 de outubro, no Vaticano, e será regida pelo Papa Francisco.

Irmã Dulce será a terceira com a canonização mais rápida da história, 27 anos após o seu falecimento. A santificação da Madre Teresa de Calcutá se deu 19 anos após o seu falecimento e do Papa João Paulo II apenas 9 anos após seu falecimento.

Acompanhe a entrega do Prêmio e a fala da deputada Lídice em homenagem à Irmã Dulce e suas obras.

Etiquetas
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: