Bahia

Nova unidade do SineBahia Mulher é inaugurada no Sac de Cajazeiras

Intermediação para oportunidades de emprego, emissão de documentação trabalhista e habilitação para o benefício do seguro-desemprego são alguns dos serviços oferecidos pelo novo SineBahia Mulher implantado no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) de Cajazeiras, em Salvador. O serviço foi inaugurado pelo Governo do Estado, nesta quarta-feira (16), e tem como objetivo ampliar a participação feminina no mercado de trabalho com ações integradas para melhorar a qualificação, a empregabilidade e a condição socioeconômica das mulheres.

“As mulheres representam mais de 51% da população baiana e, no entanto, na geração e intermediação de empregos, elas eram minoria. Estamos criando espaços para mudar isso. A primeira unidade do SineBahia Mulher, inaugurada no SAC do Comércio, já teve um efeito muito positivo. A abertura dessa segunda unidade visa fortalecer ainda mais a geração de emprego e renda entre as mulheres”, afirmou o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Davidson Magalhães.

A inauguração faz parte da programação do Março Mulher desenvolvida pela Setre, que conta com roda de conversa, lives temáticas, cursos, consultorias e palestras exclusivas para o público feminino. “Essas são políticas de qualificação do empreendedorismo feminino que o Governo do Estado está lançando para beneficiar as mulheres baianas. Também faremos um grande programa de empreendedorismo juvenil, que também terá um recorte de gênero”, concluiu o secretário Davidson.

A unidade de Cajazeiras funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 15h30. Na unidade, também são oferecidos os serviços de cadastro na plataforma de intermediação para o trabalho autônomo (Contrate.Ba); emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS); acolhimento psicossocial; assessoria jurídica; orientação trabalhista; inscrição para cursos de qualificação, além de brinquedoteca para crianças acompanhantes.

Enfrentamento

A iniciativa conta com a parceria da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado (SPM), atuando como ferramenta de enfrentamento à violência e promoção da autonomia, como explicou a titular da pasta, Julieta Palmeira. “A autonomia econômica e social das mulheres é um fator decisivo para o enfrentamento da violência de gênero. Então, isso tem significados, tanto da inserção da mulher no mercado de trabalho, gerando autonomia financeira e econômica, mas tem um significado também voltado para a equidade de gêneros, para a necessidade de acabar com esse sistema de desigualdade que está na raiz do enfrentamento à violência contra as mulheres”.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: