Eunápolis

Mulheres gritam, pedem socorro e protestam nas ruas de Eunápolis, contra os abusos, assédios e ameaças

Centenas de mulheres saíram em protesto, gritando e pedindo socorro contra os atos de ameaças, de racismo e assédios, que pipocaram em Eunápolis nos últimos dias.
Manifestantes realizaram, nesta quarta-feira (11), uma caminhada histórica, nas ruas eunapolitanas, clamando pelo fim da violência contra as mulheres. A iniciativa foi do Grupo MDC (Movimento das Donas de Casa).

Homens, mulheres e crianças vestiram camisetas brancas, em um protesto que reuniu cerca de 3 mil pessoas. Entre as participantes estavam as integrantes do Movimento, participantes do Grupo Eunápolis em Foco, jornalistas, advogadas e representantes da sociedade civil. “Acho que esta deve ser uma causa de todas as mulheres. Toda mulher nasceu para ser amada e respeitada”, afirmou Clécia Tavares.
De acordo com o grupo, “este não é um assunto apenas das vítimas, mas é de todos nós que convivemos, e mais ainda, precisamos ‘meter a colher sim’, denunciando e encorajando as mulheres a denunciarem e a saírem do ciclo vicioso da violência”.

A motivação do evento, foram os últimos acontecimentos relatados pela imprensa eunapolitana, envolvendo assédio sexual, agressões, ameaças, racismos e outros tipos de abusos. O movimento foi terminantemente apolítico, onde seus organizadores não permitiram nem mesmo adesivos em alusão a candidatos e candidatas em Eunápolis.
“O intuito não é envolver política neste momento, sabemos o que queremos, mas não creio que envolver candidatos ou apoiadores políticos seja o melhor caminho, embora a política seja primordial em nossas vidas”, bradou uma das manifestantes.

O protesto das mulheres nesta quarta-feira, marca uma nova história e um levante contra os abusos, as agressões, os assédios e todo tipo de humilhações impostas às mulheres.

Fonte:A Gazeta bahia

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: