Brasil

Ministério sinaliza que vacina da Pfizer não atende a requisitos desejados pelo Brasil

O Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde vai incluir vacinas contra a Covid-19 que  “fundamentalmente” podem ser armazenadas em temperaturas de 2º C a 8º C, conforme divulgado pela pasta nesta terça-feira (1º). 

 

Apesar do Ministério não citar nomes, o anúncio acaba por sinalizar a exclusão da vacina desenvolvida pela empresa de biotecnologia BioNTech e a farmacêutica Pfizer, já que o imunizante exige condições especiais de armazenamento, com temperaturas de -70º C.

 

Os resultados dos estudos clínicos do imunizante da Pfizer/BioNTech  apontaram eficácia de 95% independente da idade da pessoa vacinada.  

 

Nesta terça-feira (1º) as empresas apresentaram pedido de autorização para comercialização emergencial do imunizante à Agência Europeia de Medicamentos (EMA) (leia mais aqui). A entidade é responsável por regular medicamentos e funciona como a Anvisa no Brasil.

 

De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, a declaração do Ministério foi dada pelo secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, que afirmou ser desejável que a vacina seja aplicada em uma única dose e que também que ela seja “fundamentalmente” termoestável por longos períodos, em temperaturas de 2º C a 8º C. O representante da pasta não citou especificamente nenhuma vacina.

Fonte:bahia noticias

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: