Mata de São João

Mata de São João: Carta pede que candidatos a prefeito valorizem patrimônio natural

Seis instituições encaminharam uma carta aberta para os candidatos a prefeito de Mata de São João, no Litoral Norte baiano. As organizações pedem que os postulantes promovam a valorização e proteção do patrimônio natural e histórico-cultural do município. Eles frisam que, com o momento atual de pandemia, se faz necessária uma “estreita cooperação entre os gestores públicos, empresariado e a sociedade civil para a retomada econômica”.

As instituições afirmam que Mata de São João já é conhecida como destino de Ecoturismo pelo patrimônio natural que dispõe. Elas reforçam que o município também abriga as sedes e centros de visitantes de entidades de conservação marinha aclamadas internacionalmente, como a Fundação Projeto TAMAR e o Instituto Baleia Jubarte. O lugar ainda tem remanescentes expressivos de Mata Atlântica em áreas legalmente protegidas, o Parque Natural Municipal da Restinga de Praia do Forte, Klaus Peters e a Reserva da Sapiranga.

Na carta aberta, as instituições elencam as ações que os candidatos devem se adotar: reforçar as ações de promoção da biodiversidade e do patrimônio histórico-cultural de Mata de São João como atrativo turístico; reforçar as ações de proteção e interpretação ambiental no Parque Klaus Peters e implantar efetivamente a Reserva Sapiranga como Unidade de Conservação de Proteção Integral, resolvendo suas questões fundiárias, assegurando seus limites e reordenando o turismo no local, consolidando trilhas adequadas à visitação pública com segurança para os visitantes e pesquisadores.

Também pedem a atenção para que se construa uma estratégia para a proteção da Mata Atlântica remanescente em propriedades particulares e fiscalização das Áreas de Preservação Permanente nas mesmas, bem como instituir e implementar o plano municipal da Mata Atlântica; valorizar e proteger as piscinas naturais de Praia do Forte como patrimônio turístico, ambiental e berçário para a pesca artesanal; investir adequadamente na expansão do saneamento básico e implantar um programa definitivo de coleta seletiva e reciclagem de resíduos sólidos.  

Assinam a carta a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, a Associação Comercial e Turística da Praia do Forte, Klaus Peters, Projeto Tamar, Reserva Sapiranga e Instituto Baleia Jubarte.

Fonte:Bahia Noticias

Mostrar Mais

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: