Política

Lídice defende servidores públicos e denuncia farra de salários de Bolsonaro

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) usou a tribuna virtual da Câmara, nesta terça-feira (25), para falar sobre a Reforma Administrativa aprovada na Comissão de Constituição e Justiça. Segundo a parlamentar baiana, o texto é extremamente prejudicial aos servidores públicos, “que estão sendo marginalizados e perseguidos por Bolsonaro e Paulo Guedes”.

Ela ressaltou que funcionários públicos com experiência e formação poderão ser substituídos por funcionários de confiança dos prefeitos, governadores e do presidente, o que é bastante danoso ao serviço do Estado Brasileiro. “Quem vai pagar a conta é quem ganha menos e trabalha muito. Funcionários que enfrentarem a corrupção e medidas ilegais de governantes poderão ser demitidos. A maldita reforma acaba com a estabilidade do servidor e o governo poderá demitir quem ele quiser”, alertou.

Lídice lembrou ainda que Bolsonaro vai poder extinguir órgãos técnicos à vontade por meio de decreto e sem consulta ao Congresso Nacional. “Isso é um bode na sala, mas pode acontecer perfeitamente”, avalia.

A deputada federal também criticou os aumentos salariais promovidos por Bolsonaro, os quais chamou de farra e citou os exemplos do próprio presidente, que reajustou o próprio vencimento de R$ 30,9 mil para R$ 41,6 mil e de generais como Heleno, Braga Neto e Eduardo Ramos, que ganharão salários acima de R$ 60 mil, o que ela considerou um absurdo.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: