Política

Lídice da Mata denuncia sucateamento e extinção de agências de bancos públicos

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) denunciou, nesta quinta-feira (29), no Plenário da Câmara, o que chamou de “Plano macabro de dizimação dos bancos públicos”, que são as decisões do ministro da Economia, Paulo Guedes, de fechar 361 agências do Banco do Brasil e vender ativos da Caixa Econômica Federal.

Somente na Bahia, existe a possibilidade de encerramento de atividades do BB em 26 municípios. Para a parlamentar baiana, tal medida traria um grande prejuízo a aposentados e servidores públicos, além de uma sangria na economia das cidades menores, sobretudo aos donos de pequenos comércios.

“Os motivos elencados por Paulo Guedes e sua turma, para sucatear e dizimar os bancos públicos, que têm uma importante função social, não se justificam, uma vez que o Banco do Brasil registrou – no ano de 2020 – um lucro líquido de R$ 12,6 bilhões e ficou entre os cinco maiores do País”, disse.

Lídice citou ainda o exemplo de Caém, no Piemonte da Chapada Diamantina, onde o prefeito Arnaldinho Oliveira tem feito diversos pedidos contra a desativação da agência do município, pois, segundo ele, seria uma tragédia para os aposentados que moram na cidade.

Com relação a Caixa Econômica Federal, a deputada destacou a importância dos servidores em tempos de pandemia, uma vez que a instituição tem cumprido uma grande função social que é o pagamento do auxílio emergencial. Ela denunciou o descaso do governo com os funcionários que estão frente a frente com a COVID-19 todos os dias, devido o aumento do volume de atendimentos feitos nas agências.

A deputada cobrou ainda a nomeação dos aprovados dos últimos concursos para a Instituição.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: