Funcionários e hóspedes se despedem neste domingo (18) do Bahia Othon Palace

Confira os detalhes do fechamento do hotel e os impactos para o trade turístico de Salvador

Nostalgia, tristeza e emoção. Os quase 240 funcionários do Bahia Othon Palace enfrentam, talvez, uma das piores semanas de trabalho no lugar. Após 43 anos em funcionamento, o hotel recebe hóspédes, neste domingo (18), pela última vez. Na segunda-feira (19), se despede da Bahia. O anúncio do encerramento das atividades foi feito pela Rede Othon no início de outubro.

Os últimos dias de uma das primeiras hospedarias de luxo de Salvador – que está na cidade desde 1975 – teve direito a casa cheia. A ocupação ultrapassou os 90% devido a um congresso no Centro de Convenções do local, além do feriado do Proclamação da República. O CORREIO esteve no local e conversou com hóspedes e funcionários.

“Há quanto tempo que eu trabalho aqui? Pouquinho…Só um 25 anos”, disse um dos mensageiros do hotel enquanto auxiliava um hóspede com sua mala. No primeiro contato, ele hesitou em falar com a reportagem, mas logo desabafou. “(O hotel) fecha no domingo mesmo. Os hóspedes saem e…acabou, mas vida que segue. Estou procurando um emprego, mas até agora nada”, lamentou ele, que preferiu não se identificar.

Apesar de ter firmado compromisso de homologar as demissões de todos os funcionários, o hotel não deu maiores informações sobre possíveis negociações para compra do equipamento e real motivo para o fechamento da unidade, tendo em vista que o Othon é um dos melhores hotéis em média de ocupação do estado. Além do Bahia Othon Palace, o Belo Horizonte Othon Palace também fechará as portas nesta segunda.

Direitos trabalhistas
O último dia em que o hotel terá a presença de hóspedes será no domingo (18). Os trabalhadores assinarão o aviso prévio já na terça-feira (20). Em reunião entre o Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Bares, Restaurantes e similares de Salvador e região (Sindhotéis) e a diretoria do hotel foi determinado que as homologações ocorrerão entre o dia 26 e 29 deste mês na sede do sindicato. “Por força da convenção coletiva de trabalho, a empresa é obrigada a fazer a homologação no sindicato”, explicou Almir Pereira, presidente do Sindicato.

De acordo com ele, além de pagar os direitos dos trabalhadores, a empresa irá estender o plano de saúde em quatro meses e fornecerá dois meses de cesta básica para os funcionários. Aqueles que têm menos de um ano de trabalho, irão quitar o termo rescisório no próprio hotel. “Tudo que foi discutido na reunião com o jurídico e RH do Othon Palace Hotel certamente será cumprido”, disse.

Dois funcionários da limpeza e um segurança patrimonial afirmaram estar procurando outros empregos, mas que a tarefa não está fácil.Fonte: Correio

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: