Sem categoria

Fábrica Cultural lança campanha para arrecadar recursos

A Fábrica Cultural, organização social de Salvador lança campanha ‘é tudo ou nada’ para arrecadar recursos até o dia 18 deste mês, o objetivo é manter ativo todos seus projetos de capacitação. A meta é atingir R $90 mil, mas até o momento do fechamento desta matéria foram arrecadados R $43.440. A contribuição pode ser entre R $10,00 até quanto puder.

Criada em 2004, a Fábrica Cultural nasceu do desejo de Margareth Menezes de contribuir com o desenvolvimento de seu local de origem, a Península de Itapagipe, periferia de Salvador. No passado, polo industrial da capital baiana, a Península de Itapagipe contou, por muito tempo, com forte presença da indústria têxtil, abrigando grandes fábricas que em seus anos áureos empregou um índice significativo de pessoas, e contribuiu com o aumento populacional do Território. Com a diminuição do potencial econômico e o abandono de prédios residenciais e industriais.Com o passar dos anos, a Península foi relegada a um processo de degradação. É nesse lugar de belezas naturais e de carências sociais, que a Fábrica Cultural desenvolve o seu trabalho há 16 anos.

De acordo com Jaqueline Azevedo, diretora executiva da Fábrica Cultural, “ a Rede Iaô, já qualificou para o trabalho mais de 500 jovens, mulheres e grupos produtivos, e criou mais de 1000 espaços temporários de escoamento da produção de artesãos da Península de Itapagipe, ações que contribuíram com formação e fortalecimento de negócios, conquista de emprego e geração de renda. Para dar continuidade a esse trabalho potente, precisamos de ajuda.”

Com essa ajuda coletiva, será permitido a realização de uma agenda de cursos e oficinas de qualificação para pequenos produtores de alimentos, moda, artesanato e micro empreendimentos criativos, além de mentoria para acompanhar e garantir a sobrevivência dos beneficiários nesse difícil mercado. Seja um parceiro!”, argumenta Jaqueline.

Entre os cursos de capacitação estão; Curso de Planejamento e Gestão de Micronegócios Criativos ; Design Estratégico e Sustentável ; Formação de Preço e Técnicas de Vendas e Marketing Digital para Pequenos Negócios .

A Fábrica Cultural e o Mercado Iaô estão estabelecidos num casarão histórico cedido pelo Governo do Estado da Bahia, na Península de Itapagipe, em Salvador. A Península de Itapagipe é composta por 14 bairros, alguns deles com forte apelo turístico, como o Bonfim e a Ribeira, outros com expressiva condição de desordenamento urbano e vulnerabilidade econômica.

Jaqueline também enfatiza: “esse casarão constitui-se atualmente num espaço multicultural, com objetivos de promover o desenvolvimento econômico, social e cultural da Bahia. A revitalização da antiga fábrica de linhos é um dos objetivos da Fábrica Cultural e será um grande presente para a cidade de Salvador.”

Ao final das qualificações, será produzido material de divulgação dos micronegócios criativos e acompanhamento por parte da Rede Iaô, culminando na análise dos resultados e planejamento das atividades para o próximo ano de projeto. Cada curso oferecerá 35 vagas, totalizando 140 vagas. Após o período de qualificação, o registro das aulas será editado e disponibilizado no site, canal do YouTube e redes da Fábrica Cultural a fim de contribuir com a qualificação indireta de outros públicos.

Para dar continuidade ao trabalho da Rede Iaô, existe a parceria da Benfeitoria e Fundação Tide Setubal no match funding, uma modalidade de financiamento coletivo combinado. A cada 1 real doado, a Fundação Tide Setubal investirá mais 2 reais. Se ao final da campanha for alcançado 100% da meta, o dinheiro recebido e arrecadado será entregue com recompensas para os doadores. Caso a campanha não atinja o valor necessário, o dinheiro volta para os colaboradores. Ou seja, é tudo ou nada!

Fonte:a tribuna bahia

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: