Educação

Escola recebe palestra sobre educação ambiental e exibição de animais silvestres

Educação ambiental se aprende desde cedo e faz parte da formação cidadã das crianças. Com esse intuito, a Escola Municipal de Campinas de Pirajá realiza uma semana inteira de ações lúdicas e interativas para promover a conscientização dos alunos quanto à preservação da natureza. Na manhã desta quarta-feira (3), cerca de 70 estudantes do Ensino Fundamental assistiram a uma palestra temática com agentes do Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa), da Guarda Civil.

A atividade ainda envolveu uma exibição de animais empalhados da fauna silvestre. Entre a garotada, a dupla Ruan Marcos dos Santos e Yago Rocha, ambos com 8 anos, ficou curiosa de poder ver e até tocar em bichos que geralmente estão disponíveis apenas nos zoológicos. “Muito legal, mas que bicho é esse?”, indagou um deles, enquanto apontava para uma cotia. “Não sei. Deve ser algum tipo de rato”, retrucou outro.

Além da cotia admirada pelos meninos, teve preguiça, jiboia, jacaré-de-papo-amarelo, tamanduá, tatu, iguana, papagaio, mico, raposa, jabuti, gavião carijó e sagui. Uma serpente viva, da espécie cobra-do-milho, também foi exibida, despertando curiosidade da criançada presente.

Durante a palestra, o supervisor do Gepa, Robson Pires, abordou conteúdos sobre práticas de sustentabilidade na relação do ser humano e meio-ambiente, coleta seletiva e importância em cuidar da fauna e da flora.

“Temos uma fauna muito rica em Salvador. Por isso que trouxemos esses animais silvestres aqui para escola, para que os alunos tenham esse contato e saberem que ainda existem muitos no município. Os animais não invadem nosso território. Somos nós que invadimos o habitat deles com o processo de urbanização”, disse o gestor.

Robson citou alguns exemplos de áreas preservadas da capital baiana, tal como os parques São Bartolomeu, um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica do país, o da Cidade, de Pituaçu, do Costa Azul e o Zoobotânico.

Nos últimos quatro anos, mais de 80 espécies diferentes de animais silvestres já foram resgatados no município – a maioria é jiboias. A orla marítima, entre Barra e Praia do Flamengo, embora não conte com muitas áreas verdes, é a região cujo Gepa recebe mais solicitações de moradores para captura de espécimes.

Resiliente – Durante toda essa semana, a criançada da Escola Municipal de Campinas de Pirajá se envolverá com atividades voltadas para educação ambiental. “É um trabalho conjunto, denominado de projeto Escola Resiliente. É importante promover essa conscientização aos estudantes para que eles levem isso para seus lares e sejam multiplicadores de boas práticas às suas respectivas famílias”, disse a diretora Rita de Cássia Argolo. A programação da iniciativa envolve oficinas de reciclagem, de compostagem e de brinquedos.

Na sexta-feira (5), às 9h30, a unidade será contemplada com uma horta de 30 metros quadrados, na qual os alunos poderão ajudar no cuidado e na plantação de hortaliças, como salsa, alecrim, tomate, alface, pimenta. A ação acontece em parceria com a Secretaria da Cidade Sustentável, Inovação e Resiliência (Secis).

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: