Salvador

Empresário acusa a Caixa Econômica Federal de racismo, após sofrer agressão da PM

O empresário Crispim Terral, 34 anos, que é proprietário da Farmácia Terral, em Salinas das Margaridas, Recôncavo baiano. acusa a Caixa Econômica Federal de racismo.Crispim contou que, durante dois meses, vem mantendo contato com a agência bancária para receber o comprovante de pagamento de dois cheques. Um no valor de R$1 mil e outro no de R$1.056 – ambos foram devolvidos pela agência, em novembro do ano passado, sob alegação de que não havia saldo na conta para compensá-lo. No entanto, o valor foi descontado. Ele cobrava o estorno de R$ 2.056, retirado de forma indevida da sua conta, e o comprovante de que o pagamento havia feito efetuado.

O empresário foi expulso da uma agência da Caixa Econômica, que fica no Relógio de São Pedro, na Avenida Sete de Setembro, em Salvador. Após esperar por mais de quatro horas na agência, para receber um atendimento, o gerente pediu que ele se retirasse. Após negativa do cliente, o funcionário acionou uma equipe da Polícia Militar. Crispim foi retirado à força pela Polícia Militar, que atendeu ao chamado da gerência da unidade,  A ação, que ocorreu na tarde da terça-feira (19) passada, foi toda gravada e as imagens divulgadas em uma rede social do empresário.

Etiquetas
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: