Política

Dia do Idoso é celebrado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA)

A palavra de ordem da sessão especial destinada a homenagear o Dia do Idoso, na tarde desta quinta-feira (31) na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), foi ‘empoderamento’. O termo, utilizado na divulgação do evento proposto pelo deputado José de Arimateia (Republicanos), significa a busca pela emancipação cidadã através do conhecimento dos direitos sociais e civis. A data é comemorada mundialmente em 1º de outubro.
 
O proponente, que preside a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da ALBA, falou do empoderamento do idoso para lutar “para que os diretos da população idosa, que são invioláveis, sejam respeitados e colocados em prática”. Arimateia citou pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que indica que, em apenas 20 anos, haverá mais pessoas idosas do que crianças no Brasil. “Mas será que estamos preparados para essa mudança? como vai a acessibilidade nos transportes públicos para os idosos? como será o crescimento econômico do país e a nossa previdência social?”, questionou o republicano. 
 
Vice-presidente da Frente na Casa, a deputada Maria del Carmen (PT) foi além, mostrando sua preocupação com a falta de planejamento das cidades brasileiras para este cenário previsto pelo IBGE. “As cidades precisam estar preparadas para as pessoas idosas”, disse a parlamentar. Ela deu uma boa notícia à plateia, composta em sua maioria de idosos: avança no Executivo a proposta encampada no Legislativo estadual pela criação do Fundo estadual da Pessoa Idosa. “O deputado Zé Raimundo convenceu o secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório, da importância desse fundo, que pode ser aprovado ainda esse ano”, revelou del Carmen.
  
Presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara Federal, a deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) defendeu a urgência em se constituir o sistema de defesa da pessoa idosa em todo país. “Precisamos acabar de dizer que o futuro do Brasil está na juventude apenas. O futuro do Brasil é o idoso. Nós somos hoje 15%, e muito em breve seremos 27%”, alertou a socialista. Para Lídice, a reforma da Previdência mantém o grave problema no Brasil: “em um país profundamente desigual, envelhecer continua significando empobrecer”.
 
Para o padre José Carlos, presidente do Conselho Estadual do Idoso, “a reforma da Previdência vai condenar à morte a maioria da população idosa”. Com o crescimento apontado nas estatísticas, o religioso fez um chamamento para a participação política mais ativa do idoso, inclusive nas votações para escolha dos políticos. “Se o segmento tomar essa consciência, vai eleger vereadores, deputados, prefeitos. É preciso que a base faça com que o topo da montanha trema, para derrubar, como diz a palavra de Deus, os poderosos de seus tronos e elevar os humildes”, defendeu.
 
José de Arimateia relembrou atividades culturais, de lazer e de saúde, alusivas ao Dia do Idoso, promovidas pela Frente Parlamentar, no início do mês, em um shopping da capital. A sessão especial, que foi encerrada com uma oração realizada pelo parlamentar, contou ainda com apresentação de grupos de dança compostos por idosos, como o Samba da Vovó, do Abrigo D. Pedro II, de Salvador. “Mais do que o nosso profundo respeito a toda pessoa idosa, nós devemos enxergar, em cada um de vocês, nós mesmos no futuro, se Deus nos permitir chegar a essa bela fase da vida”, disse Arimateia.
 
Também prestigiaram a mesa do evento: a coordenadora de articulação de políticas da pessoa idosa da Secretaria estadual de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Lúcia Mascarenhas, representando o governo do Estado; a presidente da Comissão do Idoso da OAB-Bahia, Dora Zalcbergas; a presidente do Conselho do Idoso de Feira de Santana, Cacilda Miranda; os vereadores de Salvador, Luiz Carlos e Isnard Araújo; a integrante do Conselho Consultivo da Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa Idosa, Maria Constança; a mestre em Saúde Pública e Gestão Hospitalar, Marinês Marques; o presidente do Conselho municipal de Sáude de Salvador, Everaldo Braga; e o diretor do SESC, Carlos Baqueiro.
 
 
 
Etiquetas
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: