Política

Deputado Pedro Tavares (DEM), propõe criação de Semana da Doação Consciente

O deputado Pedro Tavares (DEM) quer instituir, na Bahia, a Semana da Doação Consciente. Em projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Tavares pontuou que o objetivo é arrecadar e doar objetos que poderão servir para famílias carentes, “promovendo na sociedade uma educação ambiental através do descarte consciente de materiais em adequadas condições de reutilização, evitando o desperdício e acúmulo de lixo no meio ambiente”. A doação consciente ocorrerá toda primeira semana de novembro.
 
De acordo com a proposição, consideram-se objetos aptos à doação móveis, brinquedos, roupas, equipamentos de informática, calçados, livros, eletrodomésticos, geladeiras, celulares, fogões, máquinas de lavar, colchões, material de higiene e limpeza e utensílios domésticos. Além da coleta de objetos provenientes do descarte consciente da população, a campanha visa promover também a adequada destinação final dos produtos arrecadados. 
 
A proposta estabelece ainda que o poder público poderá firmar parceria com municípios e entidades para realizar campanhas educativas, audiências públicas que elucidem a necessidade de efetuar o descarte correto dos objetos, workshops e outros eventos com o objetivo de proporcionar uma consciência ecológica, através da educação ambiental. Isso inclui ainda eventos na rede pública estadual de ensino, assim como, junto aos meios de comunicação, com o intento de estabelecer na sociedade o hábito de realizar coletas organizadas e conscientes.
 
Ao justificar a campanha, o parlamentar explicou que o ato de doar bens materiais geralmente é uma tarefa muito difícil. “Muitas vezes nos apegamos emocionalmente aos nossos objetos, mantendo-os em casa mesmo quando já não apresentam mais utilidade”, afirmou Tavares. “Com a atual sociedade altamente consumista, a busca pelo consumo inalcançável de bens acaba produzindo uma grande quantidade de objetos que são descartados em ambientes impróprios, causando um maléfico impacto ambiental”, acrescentou ele. 
 
Nesse contexto, defendeu o deputado, é necessário ressaltar que a limpeza pública deve ser encarada como um compromisso altamente significativo por parte dos órgãos públicos e da sociedade. Diante disso, acredita ele, surge a necessidade de campanhas que conscientizem a população para doar objetos que poderão ser reutilizados por outras famílias. 
 
“Sendo assim, julgamos importante intensificar as ações para assegurar a realização de campanhas que estimulem na sociedade o hábito de doar e contribuir, consequentemente, para a preservação do meio ambiente”, concluiu.
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: