EsportesPolítica

Câmara aprova Moção de Aplausos ao Esporte Clube Bahia

Por iniciativa do vereador Marcos Mendes (PSOL), a Câmara Municipal de Salvador aprovou por unanimidade, na sessão desta segunda-feira (21), Moção de Aplausos ao Esporte Clube Bahia pela reação contra o desastre ambiental que atingiu as praias de todos os estados do Nordeste. O time entrará em campo neste mesmo dia vestindo o uniforme com “manchas de óleo”, que posteriormente serão leiloadas e a renda revertida ao trabalho de limpeza das praias.

“O óleo pode afetar os animais marinhos de diferentes maneiras – alguns podem ingerir a substância ou ter a locomoção comprometida”, adverte o vereador no texto, observando que 2.190 filhotes de tartarugas marinhas foram capturadas preventivamente na Bahia e 624 em Sergipe. Em discurso justificando a Moção o autor criticou o governo federal por não agir para conter o desastre ambiental “e ainda sair do país por 15 dias sem sequer ter visitado o Nordeste”.

Imortal

A sessão foi marcada também pelas congratulações dos vereadores com o colega Edvaldo Brito (PSD), eleito para a Academia de Letras da Bahia. Ele agradeceu à “família da Câmara” e destacou o fato de ocupar a cadeira do ex-vereador Manoel Botelho, do século XVII, também advogado. “Não canso de dizer que o título mais importante da minha vida, o que mais me honra, é o de vereador desta cidade, porque me permite uma interação maior com a população”, frisou.

O presidente da Câmara, Geraldo Júnior (SD), classificou como um orgulho para todos os vereadores ter o jurista e ex-prefeito Edvaldo Brito, “agora um imortal”, como colega de legislatura. Moisés Rocha (PT) parabenizou o novo integrante da Academia de Letras, classificando como “uma honra ser contemporâneo de Edvaldo Brito nesta Casa”. E frisou que sua eleição é significativa sobretudo para os mais de 80% de negros e negras que formam a população de Salvador. Vários vereadores também saudaram o colega pela eleição.
Os vereadores, a pedido de Marcos Mendes, também fizeram um minuto de silêncio em pesar pela morte do jornalista baiano Otto Filgueiras, ocorrida domingo (20) em São Paulo. “Era um revolucionário, que muito lutou pela democracia no país, sobretudo enfrentando a Ditadura Militar”, disse Mendes referindo-se ao autor de “Revolucionários sem rosto: uma história da ação popular”.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Verifique Também

Close
Close
%d blogueiros gostam disto: