Educação

Aulão do Universidade para Todos reúne 600 estudantes da região Sul da Bahia

O dia foi de muito estudo para os alunos do programa Universidade para Todos (UPT) no sábado (19). O aulão de preparação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontecem nos dias 3 e 10 de novembro, foi realizado na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), na rodovia Ilhéus-Itabuna. Com cerca de 600 estudantes, dos municípios de Itabuna, Ilhéus, Gandu, Camacan, Uruçuca, Itacaré, Itapé, Ibicaraí e Canavieiras, a atividade focou nas disciplinas de Química e Física e contou com abertura cultural de Mário Moreira, monitor do UPT de Gandu, que fez uma apresentação sobre a inclusão do negro na sociedade. A atividade contou com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, do pró-reitor de extensão da universidade, Alessandro Santana, do coordenador de Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação do Estado, Marcius Gomes, e da coordenadora geral do UPT, Patrícia Machado.

O secretário Jerônimo Rodrigues falou sobre a importância do programa como potencializador da inserção dos estudantes nas universidade. “Nestas ações os estudantes têm a oportunidade de fortalecer o aprendizado que já vem sendo desenvolvido nas escolas e também presenciar o ambiente e ocupar desde agora o espaço na universidade. Me sinto feliz em eles poderem passar por este intercâmbio com a Uesc, em um campus tão importante para a esta região da Bahia. Queremos que estes estudantes possam ter a oportunidade de conquistar as vagas dos cursos que desejarem”, ressaltou.

O pró-reitor Alessandro Santana destacou o papel do UPR na preparação dos estudantes para o Enem. “Nós estamos em todas as cidades da região trazendo os estudantes para a sala de aula em um curso preparatório para o Enem. Nós damos uma expectativa de que o futuro pode ser promissor para eles. São estudantes das universidades que são monitores deste programa com a coordenação dos professores e com o apoio total da Secretaria da Educação do Estado”, contou.

Para Evanildo Souza Júnior, do município de Uruçuca, que pretende cursar Engenharia Elétrica, o UPT é uma ferremanta fundamental para o acesso ao Ensino Superior. “Eu acho importante porque na minha cidade sempre tivemos essa dificuldade para entrar na universidade. E esta ajuda é muito bem-vinda, principalmente para mim, que não tenho condições de pagar um cursinho particular. Além disto, temos o reforço com estes aulões que nos dão mais segurança para a realização das provas”, disse.

Ainda segundo Rosana Cruz, do município de Gandu, que pretende cursar Licenciatura em Matemática, o UPT fortalece o aprendizado que vem sendo realizando na escola. “Com a correria do último ano do Ensino Médio, o programa serve como uma revisão importante do que estamos aprendendo. Assuntos e detalhes que, às vezes, deixamos passar, acabam sendo tratados nos aulões que têm uma dinâmica de aprendizado bem legal”, relatou.

Ainda na Uesc, depois do aulão do UPT, o secretário Jerônimo Rodrigues participou de uma reunião na reitoria. Na agenda, foram discutidas ações articuladas com a universidade para o fortalecimento da Educação Básica.

Sobre o UPT

O programa é promovido pela Secretaria da Educação do Estado em parceria com as quatro universidades estaduais (Uesc, Uneb, Uefs e Uesb), com o objetivo de fortalecer a política de acesso à Educação Superior.

Em 2019, foram disponibilizadas 11.505 vagas do programa. São 202 locais de funcionamento, distribuídos em 143 municípios do Estado da Bahia. O curso pré-vestibular é presencial, com carga horária de 20 horas semanais e aulas das disciplinas Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia. Os aulões são mais uma ação pedagógico para potencializar este processo de ensino e aprendizagem.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: