Bahia

Programa Centelha lança edital com apoio financeiro de cerca de R$ 60 mil para ideias inovadoras

Uma tarde repleta de gratidão e conhecimento marcou o lançamento da segunda edição do Programa Centelha na Bahia. O governo do Estado, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), deu o start para mais um edital milionário que fomenta ideias inovadoras de jovens e empreendedores baianos.

O edital irá investir mais de R$ 3 milhões em projetos de todo o estado. Na primeira edição, em 2019, foram quase mil ideias inovadoras inscritas no programa, totalizando um investimento de R$ 1,6 milhão, distribuídos em quase 30 startups. Desta vez, o objetivo da Fapesb é investir no dobro de ideias com apoio financeiro de mais de R$ 60 mil, para cada projeto, e fomentar ainda mais a ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo nas cidades do interior baiano.

Durante o lançamento, a secretária Mara Souza aproveitou para destacar o quanto as ações da Secti vêm fazendo a diferença e promovendo a interiorização da ciência e tecnologia na Bahia. “O edital Centelha II é mais uma entrega que estamos cumprindo para continuar incentivando a ciência em nosso estado. Para além dele, tivemos tantos outros editais que fizeram a diferença na vida de muitos pesquisadores em toda a Bahia e também para a nossa população. Fora que existem nossos espaços dinamizadores espalhados por 12 regiões, que também servirão como apoio para que esses projetos aprovados no Centelha sigam crescendo junto com a Bahia”.

O diretor geral da Fapesb, Márcio Costa, comemorou durante o lançamento o investimento em projetos que fomentarão ainda mais o setor científico da Bahia. “Continuaremos reafirmando o compromisso em promoção de ciência, tecnologia e inovação para baianos e baianas. Não apenas com o investimento direto, com empreendedores e pesquisadores, mas fortalecendo este setor que cada dia mais cresce na Bahia. Precisamos seguir incentivando o empreendedorismo inovador com a criação de negócios que fortaleçam o desenvolvimento econômico e social do nosso estado”.

Na Bahia, a execução do Programa Centelha é da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapesb), que é vinculada à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), enquanto no âmbito federal fica por conta da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). São também apoiadores o Conselho das Fundações de Amparo (Confap), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e a Fundação Certi.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: