Salvador

Obras de novo viaduto da Linha Azul alteram trânsito na BR-324

A Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder) e o Consórcio Transoceânico Salvador, responsáveis pela construção da Linha Azul, informam que haverá mudanças com a interdição no trânsito da BR-324, entre esta quinta-feira (12) e o próximo dia 22, no trecho do viaduto da Estação Pirajá ao viaduto da Brasilgás. 
 
Os motoristas que costumam trafegar à noite devem ficar atentos às placas de sinalização dos desvios nos dois sentidos da rodovia. De acordo com o diretor de Infraestrutura e Edificações Públicas da Conder, Francisco Fonseca, a alteração no trânsito tem o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Concessionária ViaBahia e ocorrerá sempre no intervalo de tempo de menor movimento da rodovia (entre 22h e 5h). 
 
“Durante esse período, será realizada uma operação especial para içamento de dez vigas pré-moldadas do novo viaduto sobre a BR-324, cada uma pesando cerca de 70 toneladas, o que exige o transporte por carretas e a utilização de guindastes”, afirma o diretor. O novo viaduto em construção na BR-324, com extensão de quase 100 metros, integra a Ligação Lobato x Pirajá, etapa da Linha Azul que compreende um complexo formado por uma nova via em pista dupla, com duas faixas por sentido, quatro túneis e seis viadutos.
 
Fonseca ressalta que o maior benefício desta nova etapa, a ser entregue no primeiro trimestre de 2020, será facilitar a integração entre ônibus e metrô para quem vive na região do Subúrbio Ferroviário, além de promover a circulação de veículos leves entre a Avenida Suburbana e a rodovia federal. A Linha Azul permitirá a ligação direta entre a orla de Patamares e o bairro do Lobato. 
 
“Atualmente, os moradores da região do Lobato têm a Estação do Retiro como opção mais próxima para fazer a integração, percorrendo um trecho de aproximadamente 10 quilômetros entre a Suburbana, Baixa do Fiscal, Largo do Tanque e Avenida San Martin, até chegar ao Retiro. Com a conclusão da Ligação Lobato x Pirajá, o trecho a ser percorrido para chegar à Estação Pirajá será de apenas 2 quilômetros. Se falarmos em tempo de deslocamento, o ganho ainda é mais significativo. A estimativa é que caia de uma hora nos horários de pico para apenas 10 minutos”, prevê o diretor da Conder, empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). 
 
Linha Azul
 
Parte do conjunto extenso de obras de mobilidade do Governo do Estado que impactaram o trânsito em áreas sensíveis de Salvador, como as regiões das avenidas Paralela, Bonocô, Tancredo Neves e Luís Eduardo Magalhães, colocando a capital baiana como uma das poucas a reduzir os congestionamentos, a Linha Azul representa um investimento da ordem de R$ 647 milhões e irá promover um novo vetor desenvolvimento para a capital baiana, além da integração dos sistemas de transporte nas Estações Pirajá e Pituaçu. 
 
Uma das etapas da Linha Azul já entregues, em março de 2018, foi a interligação das avenidas Pinto de Aguiar e Gal Costa, por meio de quatro túneis — sendo dois deles sob a Paralela. Já as obras de duplicação da Avenida Gal Costa seguem em execução, após a entrega do trecho que vai até a Estrada do Mandu, em São Marcos. 
 
Desvios:
 
Sentido Salvador x Feira – Trafegar pelas ruas da Estação Nova Esperança, passando pela Estação Pirajá, da Indonésia, Porto Rico e Avenida Cardeal Avelar Brandão Vilela até Estrada Velha de Ipitanga, na saída da Brasilgás. 
 
Sentido Feira x Salvador – Trafegar pelas ruas da Bolívia e Estrada de Campinas de Pirajá.
 
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: