Política

Lidice apoia criação de auxílio para trabalhadores do carnaval de Salvador

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) esteve presente no lançamento de um manifesto em prol dos trabalhadores que atuam no carnaval de Salvador, na Bahia, que pelo segundo ano consecutivo, ficarão sem trabalhar devido à pandemia da covid-19. A socialista, que também é integrante da Comissão de Cultura da Câmara de Vereadores, apoia a ação que propõe a criação de um auxilio emergencial para as pessoas que trabalham no evento.

Segundo o documento, a proposta é de quatro parcelas, de março a junho deste ano, em valor semelhante ao do auxilio emergencial nacional, que chegou a R$ 600 no ano passado.

 Lídice da Mata, junto ao deputado federal João Carlos Bacelar, e ao deputado estadual Jacob levarão o manifesto para o governador Rui Costa. 

“Esse é um debate que precisa ser aprofundado. Precisamos entregar esse documento ao prefeito e ao governador”. Lídice da Mata

Lídice da Mata também defendeu a criação do fundo do carnaval para sustentar investimentos de longo prazo. “Temos que discutir como aproveitar esses recursos”. 

Lei Mário Gusmão

O manifesto propõe à criação da Lei Mário Gusmão, sugere que o dinheiro usado para financiar a lei venha dos recursos públicos que seriam gastos com o carnaval em 2021. De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), esse valor seria de R$ 130 milhões.

Os recursos seriam partilhados entre Governo da Bahia e a Prefeitura de Salvador e o dinheiro seria destinado para os trabalhadores do carnaval cadastrados pela gestão municipal.

Conforme a SEI, no ano passado, R$ 1,7 bilhão deixou de circular em Salvador sem o carnaval. O cancelamento atingiu cerca de 60 mil trabalhadores envolvidos com a festa.

Também está em destaque no documento a criação do Fundo de Desenvolvimento do Carnaval de Salvador, que propicie recursos permanentes para o apoio às entidades carnavalescas de caráter popular e comunitário, a exemplo dos Blocos Afros, Afoxés e Blocos de Samba.

Na esteira do cancelamento da festa esse ano, vários artistas já desistiram de realizar eventos privados, como Bell Marques, Ivete Sangalo e Daniela Mercury. O Camarote Salvador, que também seria montado no período, não mais vai realizar o evento.

Em nota, a Prefeitura de Salvador disse que avalia a concessão de novos auxílios para pessoas afetadas pela covid-19 e disse que foram destinados recursos até julho do ano passado para 37 mil pessoas na cidade.

Com informações do Correio da Bahia e G1

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: