Política

Colegiado debaterá impactos da pandemia na população negra na Assembleia Legislativa da Bahia

A Comissão Especial da Promoção da Igualdade da Assembleia Legislativa aprovou, na reunião virtual desta terça-feira (6), a realização de duas audiências públicas. Uma sobre a desigualdade e os impactos da pandemia na vida da população negra; e outra, acerca da violência racista e a necessidade de mudança de protocolos da Polícia Militar.

Além da presidente da comissão, Fátima Nunes (PT), participaram do evento Olívia Santana (PC do B), Maria del Carmem (PT), Jacó Lula da Silva (PT) e Hilton Coelho (Psol).

Proposta por Fátima Nunes, a audiência sobre os impactos da pandemia na vida da população negra terá o recorte das áreas de saúde, educação, transporte e renda familiar. A ideia, segundo a parlamentar, não é só debater a respeito da situação, já conhecida por todos, mas propor algo que seja levado a plenário para a solução dos problemas vividos pelo segmento.

A audiência para discutir a respeito da violência policial contra a população negra foi apresentada por Olívia Santana, que mencionou os recentes casos de assassinato de crianças depois de ação policial em bairros periféricos de Salvador. A legisladora criticou a estrutura da PM, “que está viciada há muito tempo e é necessário uma mudança de protocolos nas operações, como forma de combater o racismo policial”, opinou.
Ainda na reunião, o deputado Hilton Coelho defendeu o debate sobre a descriminalização de substâncias psicotrópicas, assim como o fim da política de guerra às drogas “que tem produzido uma verdadeira máquina de extermínio da nossa juventude negra”, atestou.

Lamentou, também, a tragédia acontecida com o soldado Wesley e ressaltou o movimento solidário dos seus colegas, “como um grito de socorro dos praças, que são humilhados e sofrem assédio moral na corporação, e as dificuldades de reivindicação. Essa categoria precisa fazer um debate de reparação, retirando o conteúdo autoritário dentro dos quartéis e deles para com a sociedade”, afirmou.

Entre outros assuntos colocados pela comissão, destacou-se a comemoração da Semana da África, proposta encaminhada pela secretária estadual de Promoção da Igualdade, Fabya Reis.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: