Eleições 2020

Candidato de Cícero Dantas questiona orientação sexual de prefeito e Grupo Gay da Bahia repudia fala

O Grupo Gay da Bahia, primeira organização da sociedade civil de promoção dos direitos LGBTs do país, em nota, repudiou a atitude do candidato à prefeitura de Cícero Dantas Kael (PSD) contra o atual gestor e candidato à reeleição Ricardo Almeida (PP).

Durante a realização de um debate virtual, Kael fez insinuações em relação à orientação sexual do atual prefeito. Segundo o grupo, a fala é uma “demonstração da violência estrutural contra LGBTs”.

“O homem que tem amante é porque gosta de mulher, o que não é o seu caso, como todo mundo sabe. Se eu tenho uma amante é porque gosto de mulher”, diz Kael, antes de ser interrompido por um dos mediadores do debate.

Na tréplica, o prefeito lamenta o comentário do opositor: “Partiu para o baixo calão. Acho que Cícero Dantas não merece isso. Merece repúdio à fala desse cidadão. Em relação as ofensas, desconheço e vou fingir que o senhor não disse isso”, comentou.

O grupo cobrou um posicionamento das autoridades, sobretudo do Ministério Público Eleitoral, para adoção de uma retratação à população LGBT de Cícero Dantas e de todo estado.

“Mesmo com a elevação do número de candidaturas de pessoas LGBTs, as eleições municipais de 2020 ainda se encontram permeadas pelo ódio à livre orientação sexual e identidade de gênero. Na Bahia, expressões lgbtfóbicas têm figurado nos discursos das candidaturas majoritárias e proporcionais, tanto na capital quanto no interior, tendo sido repudiada pelos movimentos organizações e população em geral (…) A depreciação da orientação sexual e da identidade de gênero para fins de manipulação da intenção de voto eleitoral é estratégia que fere a dignidade da pessoa humana, o que não pode ser admitido”, diz trecho da nota.

Fonte:Bahia noticias

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: