Política

Câmara de Salvador adota medidas de prevenção contra o coronavírus

Entrada de público está temporariamente suspensa no Plenário Cosme de Farias

Através de uma portaria assinada pelo presidente Geraldo Júnior (SD), a Câmara Municipal de Salvador começa a adotar protocolos de prevenção no Legislativo e suas dependências para vereadores, funcionários, estagiários, terceirizados e cidadãos que frequentam a Casa, dado o crescente número de casos suspeitos e a confirmação das primeiras infecções  por coronavírus na capital baiana. 

Está suspensa, temporariamente, a entrada do público externo no Plenário Cosme de Farias, na Biblioteca Manuel Querino, no Centro de Cultura da Câmara e no Memorial. O acesso do público aos gabinetes dos vereadores ficará a cargo de cada parlamentar, que conduzirá o controle do fluxo. Os eventos culturais e comemorativos na Câmara também estão suspensos. 

Entre as medidas que constam na portaria está a determinação de que todos que apresentarem sintomas devem procurar uma unidade de saúde. Caso seja emitido um atestado médico, o documento não precisará ser entregue pessoalmente, podendo ser enviado de maneira de digital.

Outra medida adotada foi a liberação de todos os funcionários acima de 60 anos ou portadores de doenças crônicas (mediante comprovação). Essa medida deve ser colocada em prática em comum acordo com a administração do setor, facultando a execução do trabalho remotamente. 

Todas as empresas terceirizadas prestadoras de serviço à Câmara  deverão adotar posturas que garantam a prevenção e o combate à disseminação do COVID-19. Foi determinado ainda o aumento do fluxo de limpeza dos banheiros, elevadores, corrimãos e maçanetas, além da instalação de dispensadores de álcool em gel nas instalações da Casa. 

Para o presidente Geraldo Júnior, não é necessário pânico, mas medidas protetivas precisam ser tomadas. “A Câmara é a Casa do Povo e, como seu nome já diz, há uma grande fluxo de pessoas. Pensando no bem-estar e na prevenção não só dos servidores, mas do público em geral, seguindo as recomendações dos setores de saúde, foram necessárias, temporariamente, essas medidas”, enfatizou Geraldo Júnior.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: