Política

Ato no plenário não teve participação presencial da bancada oposicionista

A sessão de reabertura dos trabalhos no Parlamento da Bahia não teve a presença física dos deputados da oposição. Em nota divulgada à imprensa, a bancada informou que decidiu não participar presencialmente em protesto porque o Executivo não estaria pagando as emendas impositivas às quais os legisladores têm direito. “Conversamos com os deputados de nossa bancada e decidimos não participar presencialmente da sessão. O acompanhamento será de forma online. O governador Rui Costa, ao longo dos anos, vem desrespeitando o Parlamento ao não cumprir o direito constitucional de pagamento das emendas impositivas, principalmente para os deputados da oposição”, informou o deputado Sandro Régis (DEM), líder do bloco minoritário.
 
Durante entrevista coletiva na ALBA, o governador Rui Costa considerou natural a decisão do grupo de oposição e a classificou como um direito. “Eu acho que é uma opção política, cada um tem opção de se manifestar do jeito que entende. Então, é um direito da oposição se manifestar. Vivemos em um estado democrático, diferente de muitos da oposição que defendem outro tipo de regime, outro tipo de relacionamento. Eu sou um democrata por convicção e entendo que o direito de expressão e ausência é uma manifestação de direito dos deputados”, afirmou.
 
O líder da bancada governista, deputado Rosemberg Lula Pinto (PT), também enquadrou o gesto da oposição como movimentação política, principalmente por causa da aproximação das eleições de outubro. “Lamento a ausência aqui dos deputados da oposição. Eles decidiram que não estariam presentes em função de alguma discordância com o governador Rui Costa. Eu não acho que seja por causa de orçamento. No fundo, no fundo, acredito que seja em função da disputa eleitoral que se avizinha”, disse o líder governista.
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: