Bahia

Apesar de defender reeleição de Leal, Leão ‘abre’ para aliados na AL-BA

Apesar de disposto a descumprir o acordo selado pelo governador Rui Costa para a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) nos próximos dois anos, o vice-governador João Leão (PP), que defende do deputado Nelson Leal (PP) para o cargo, adotou discurso conciliador ao falar sobre o assunto nesta terça-feira (1º).

 

Em entrevista ao programa “Isso é Bahia”, parceria entre  A Tarde FM (103.9) e o Bahia Notícias, Leão disse que apoiaria nomes de outros partidos para a presidência da Casa, desde que sejam da base aliada a Rui. 

 

“Queremos que seja uma pessoa que seja ligada à base governista do grupo. Se der uma pessoa ligada a Rui, uma pessoa ligada ao governador, nós vamos estar juntos”, afirmou o vice-governador, que também é presidente do PP na Bahia. Ele também defendeu que o Executivo não se envolva em assuntos relativos ao Legislativo – o presidente da AL-BA é decidido em votação feita pelos deputados. 

 

Mesmo com esse discurso, Leão voltou a defender a reeleição de Leal para o cargo. No entanto, isso quebraria acordo selado por Rui com o PP e o PSD. Pelos termos da negociação, o PP comandaria a AL-BA por dois anos (2019-2020), por meio de Leal, enquanto o PSD, na figura de Adolfo Menezes, assumiria a Casa entre 2021-2022.

 

Apesar disso, o atual presidente passou a articular nos bastidores a votação de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que o permitiria se reeleger dentro da mesma legislatura, algo vedado pela Constituição da Bahia. 

 

Caso a medida fosse aprovada, abriria caminho para descumprimento do acordo com o PSD, avalizado pelo próprio Rui, e também para um abalo no tripé de sustentação política ao governo estadual – a aliança PT, PSD, PP.

 

“Eu disse é que eu era favorável à reeleição do presidente Nelson Leal no sentido de que Nelson pegou essa fase de pandemia, esses problemas da Assembleia, não tivemos praticamente nada. A Assembleia não funcionou. O que queremos é dar o direito ao deputado Nelson Leal de fazer uma gestão em outras condições”, defendeu Leão

Fonte:bahia noticias

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: