saúde

Hospital da Mulher atende metade dos casos de câncer de mama na Bahia

Durante o primeiro ano de funcionamento, o Serviço de Oncologia do Hospital da Mulher (HM), no Largo de Roma, em Salvador, realizou 12,8 mil consultas médicas e multiprofissional e mais de 7 mil sessões de tratamento. Os tumores de mama foram os responsáveis por 71% dos atendimentos, seguidos pelos ginecológico (24%), gastrointestinal (4%) e de cabeça e pescoço (1%). Com esses números, a unidade foi responsável por mais da metade do tratamento de câncer de mama em todo o estado.
 
“O Hospital da Mulher tem um perfil de atendimento cirúrgico e complementou com oncologia clínica. Neste um ano de funcionamento, nós atendemos 53% dos novos casos diagnosticados de câncer de mama na Bahia. Foram atendimentos cirúrgicos, de quimioterapia e hormonioterapia, quando indicados”, explicou o coordenador médico do setor, Marcos Lyra, se referindo ao período entre novembro de 2018 e outubro de 2019.
 
Uma das pacientes atendidas foi a faxineira Mônica Santos, que mora em Salvador. Após uma cirurgia de retirada do útero realizada no HM, exames de rotina feitos na unidade hospitalar identificaram um tumor no seio. Com o diagnóstico, ela recebeu o apoio da equipe multidisciplinar do hospital, formada por enfermeiras, farmacêuticas, psicólogas, assistentes sociais, nutricionistas e oncologistas. “O atendimento é ótimo. Gostei muito daqui”, disse a paciente. 
 
Já a comerciante Marileide Santos mora em Alagoinhas, no nordeste do estado, onde recebeu o diagnóstico de câncer de colo do útero e foi encaminhada pela Central de Regulação Estadual da Secretaria da Saúde (Sesab) para o tratamento de quimioterapia no HM. “Para mim, esse hospital faz toda a diferença. Os funcionários são muito bons. Eles dão carinho e atenção e não deixam ninguém em falta de nada. Depois que cheguei, eu perdi o medo e aquela sensação de desespero. Estou confiante com todo o apoio que estou tendo aqui”. 
 
O Hospital da Mulher atende exclusivamente mulheres com procedimentos agendados. É preciso procurar uma Unidade Básica de Saúde em um dos 471 municípios baianos para ser encaminhada, via Lista Única, para atendimento no hospital. 
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: