Esportes

Tricolor bateu o Bahia de Feira por 1 a 0, e comemorou o bicampeonato e conquistou seu 48º título estadual.

Mais de 41 mil pessoas na Arena Fonte Nova, o Tricolor bateu o Bahia de Feira por 1 a 0, com gol marcado por Gilberto, em cobrança de pênalti, e conquistou seu 48º estadual. Com o título, o time chegou ao bicampeonato, já que também conquistou o estadual de 2018 e comemorou o 48º título estadual..

Nos primeiros minutos,  o time de Roger Machado dificultou a saída de bola do Bahia de Feira e acertou o travessão com Arthur Caíke, em cobrança de falta. Elton quase marcou ao receber cruzamento e, sem marcação, finalizar para fora. O Tremendão respondeu com Jarbas, que arriscou do meio da rua e obrigou Anderson a fazer uma defesa difícil. Apesar da movimentação, as duas equipes deixaram o gramado sem marcar gols na primeira etapa.

O segundo tempo começou com um lance digno do Inacreditável Futebol Clube. Após cobrança de lateral de Moisés, Ernando desviou e a bola sobrou para Arthur Caíke, que furou o chute na pequena área. Aos três minutos, o VAR entrar em ação. Eric Ramires foi derrubado na grande área, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira mandou o lance seguir. Na sequência, ele foi avisado pelo assistente de vídeo, reviu a jogada e marcou pênalti para o Bahia. Na cobrança, Gilberto deslocou Jair e abriu o placar. O VAR também foi fundamental para marcar um pênalti para o Bahia de Feira. Em cobrança de falta, a bola desviou no braço de Gilberto, que estava na barreira, na grande área. Luiz Flávio de Oliveira assinalou a penalidade após rever o lance. Porém, o final não foi o mesmo da jogada do Bahia: Vitinho cobrou no canto, e Anderson defendeu. No rebote, Vitor Hugo tentou, mas o goleiro tricolor mais uma vez levou a melhor. 

Guilherme Bellintani enxerga o título do Campeonato Baiano, conquistado na tarde deste domingo, muito além do troféu levantado pelos jogadores no gramado da Fonte Nova. Na visão do dirigente, a conquista faz parte de um processo de reconstrução do clube, que ele aponta o ano de 2013, quando houve a primeira eleição direta, como o marco inicial.

Ainda no gramado da Arena Fonte Nova, Bellintani lamentou as eliminações do Bahia na Copa do Nordeste e Sul-Americana, mas ressaltou a importância do título estadual. Para ele, o clube vota a entrar nos eixos para iniciar a Série A do Campeonato Brasileiro.


Etiquetas
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: