Nutricionista explica como turbinar a imunidade das crianças durante as estações mais frias

O período chuvoso, comum em épocas mais amenas como o outono e inverno, aumenta a incidência das doenças alérgicas e infecciosas, decorrentes da alta proliferação de vírus ou bactérias, causadoras da gripe, sinusite, asma e entre outros problemas respiratórios que acometem, sobretudo, as crianças. De acordo com a nutricionista do Sistema Hapvida, Ádilla Almeida, cuidar da alimentação dos pequeninos faz toda diferença na sua condição imunológica. “É por meio dela que obtemos os nutrientes fundamentais que vão nos auxiliar na defesa do nosso organismo”, explica. 

A prática diária de uma alimentação mais natural e variada, reduzindo e evitando os alimentos ultra processados e/ou à base de açúcares, e, principalmente, das gorduras ruins são fatores essenciais que potencializam a saúde das crianças, deixando-as mais fortes e saudáveis, e consequentemente, diminuem as chances do desenvolvimento de diversas doenças. Segundo Ádilla, o consumo de frutas, legumes e verduras, somados a alimentos básicos, como feijão e arroz, já garantem uma boa imunidade.  No entanto, nesse período mais frio, onde as infecções virais são mais frequentes, alguns alimentos podem ajudar a turbinar o sistema imunológico dos pequenos. 

O que comer?

É importante não deixar de fora do cardápio infantil e da sua rotina, as frutas cítricas, que são ricas em vitamina C e possuem ação antioxidante, protegendo as células sadias contra os chamados radicais livres. Elas estão presentes na acerola, goiaba, morango, kiwui, laranja e limão. Além disso, legumes e frutas de cor alaranjadas também são fontes de vitamina A, e os folhosos de cor verde escuro como a rúcula, espinafre e couve, contém ácido fólico e vitamina B9, que ajudam na formação e no fortalecimento de células do sistema imunológico, principalmente, os glóbulos brancos. “O frango, ovos e cereais integrais, também são alimentos essenciais para o fortalecimento do sistema imune, pois são fontes de zinco. E, aliado a tudo isso, uso regular de iogurtes naturais e integrais ajudam a recompor as bactérias benéficas da flora intestinal e também lhe conferem reforço imunológico”, sinaliza a nutricionista. “Podemos também reforçar o preparo das refeições com temperos naturais, como alho, cebola e açafrão que também possuem potencial antiinflamatório”, complementa.  

Ainda conforme a especialista, além da alimentação, o estilo de vida também pode influenciar de forma muito positiva na saúde da criançada. O estímulo para brincar, tomar sol de forma adequada, beber água regularmente, praticar atividades físicas, ter uma boa noite de sono, viver em ambiente arejado, harmonioso e afetuoso, podem reforçar o sistema imune. “Além disso, é preciso estar atento à vacinação, à necessidade de contato com a natureza, à menor exposição à tela, como celular e computadores e à prática de atividades físicas”, alerta Ádilla, relembrando ainda que é primordial estimular uma alimentação nutritiva nos pequeninos para promover hábitos positivos para a vida toda. “É necessário incentivar, cada vez mais, o paladar das crianças e o gosto por experimentar”, finaliza.

Botão Voltar ao topo