Eleições 2020

Sem renovação, Irecê vive cenário de eleição com chapas formadas por ex-prefeitos

Com a realização das convenções que oficializaram as candidaturas à prefeitura em Irecê, o município que integra a região da Chapada Diamantina vive um cenário sem tantas novidades no pleito. 

Das três chapas postulantes, além a do atual prefeito Elmo Vaz (PSB) que tenta se reeleger com Érico Batista (PT), somente Cleomar Santiago não comunga de uma trajetória na política. Candidato pelo Avante, ele confia na bênção de Pastor Isidório, que por outro lado se ocupa da disputa pela prefeitura da capital baiana. 

O médico Luciano Dourado (PDT) retirou a sua candidatura para engrossar a coligação com Elmo Vaz, que além do PSD, PT e PDT, têm ainda ao seu lado o PCdoB, o PL, PTB e Rede.

Beneficiado por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-prefeito Luizinho Sobral (Podemos) confirmou a candidatura na chapa com Ló Saraiva (PSD) e ameaça o atual prefeito e favorito na disputa. A coligação conta ainda com o Republicanos, o Cidadania, Democracia Cristã, Solidariedade, MDB e PSL. 

Nas últimas semanas, Luizinho Sobral, condenado pela Justiça Eleitoral em 2012 por abuso econômico na campanha, ganhou o apoio de outro ex-prefeito da cidade e ex-deputado federal, Beto Lélis.

Outro nome que se oficializou como candidato foi o do vereador Léo da Unibel (DEM), que também concorre com a ajuda de um velho conhecido dos moradores de Irecê, o também ex-prefeito Doinha (PP), em uma coligação que tem ainda o PSDB.

Fonte:BNews

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: