Porto Seguro

Secretaria de Educação discute retorno das aulas no município de Porto Seguro

Com o objetivo de discutir alternativas e buscar o melhor caminho para o retorno às aulas na rede municipal de ensino de Porto Seguro, a Secretaria de Educação promoveu uma reunião, dia 1º de setembro, no Colégio Municipal do Cambolo. O encontro contou com a participação da secretária de Educação, Janis, Souza; dos presidentes do Sindicato dos Servidores Públicos (Sinsppor), Antonio Lisboa e da APLB, Deusdete Baião, além de gestores da Educação e representantes da Secretaria Municipal de Saúde.

A secretária fez um panorama geral do universo escolar no município, com seus 31.064 alunos matriculados, apresentando dados sobre cada nível de ensino, transporte escolar, investimento em pessoal, entre outros. “Estamos muito preocupados com o aprendizado dos nossos alunos, mas não podemos perder de vista a saúde e a segurança da comunidade escolar. Não temos uma solução pronta, vamos continuar juntos nessa caminhada, onde o objetivo é decidir junto o melhor momento para esse retorno”, disse a secretária.

De acordo com Janis, diversas reuniões vêm sendo realizadas e para discutir o assunto com mais profundidade, foram criadas duas comissões: a Comissão de Gerenciamento da Seduc (Portaria 027) e a Comissão de Gerenciamento das Escolas (Portaria 028). A secretária explica que diversos temas estão em pauta nesse momento, como o quadro de servidores da educação, ajustes no orçamento, cotação de equipamentos e materiais necessários na prevenção da Covid-19, readequação dos espaços físicos, manipulação dos alimentos e fornecimento da merenda, transporte escolar, entre outros.

“Quem vai decidir sobre o retorno às aulas são essas comissões, com o acompanhamento da Secretaria de Saúde, que nos dará a orientação necessária. Sempre considerando aspectos como o respeito à vida, o direito ao aprendizado e principalmente, o acolhimento humano no ambiente escolar”, resume Janis. O presidente do Sinsppor elogiou a competência da secretária na condução de todo o processo, mas ponderou que acha inviável o retorno às aulas, este ano, sem a disponibilização da vacina.

Fonte: A Gazeta Bahia

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: