Política

Mourão relaciona colonização ao “empreendedorismo” e diz que portugueses criaram “raça brasileira”

Em passagem por Salvador para participar da inauguração do Instituto de Saúde Avançado, no SENAI Cimatec, o vice-presidente Hamilton Mourão relacionou o processo de colonização no Brasil ao sentimento de “empreendedorismo”. Em discurso ufanista nesta sexta-feira (30), chamou os portugueses que chegaram ao país de “gente aguerrida que se misturou aos naturais da terra” para “criar a raça brasileira.

Segundo Mourão, o Brasil nasceu “sob a égide do empreendedorismo e da inovação”, com os europeus que por meio das caravelas chegaram às terras da América do Sul. 

“Quando o Infante Dom Henrique criou a Escola de Sale, hoje comparamos era a Nasa. Lá reuniu os melhores geógrafos, cartógrafos, que inovaram criando as caravelas com velas triangulares que navegavam em condições adversas para vencer o mar tenebroso e chegar ao Brasil aqui, uma gente aguerrida, que se misturou aos naturais da terra e criou a raça brasileira”, disse o general.

Mourão declarou que o Brasil estava “confinado no litoral” devido ao Tratado de Tordesilhas, que só foi rompido pelo poder empreendedor – acordo feito entre os reinos de Portugal e Espanha em 1494, anos antes dos portugueses desembarcarem no território.

Mas o general do Exército não se propôs falar somente sobre o passado, como também fez projeções para o futuro. A baixa produtividade, na sua visão, é um dos motivos da dificuldade econômica do país, resultado de uma “burocracia excessiva” e de uma má qualidade da educação, realidades que precisam ser mudadas.

“Se não avançarmos para aumentar a capacidade do povo, por mais que façam reformas, não teremos pessoas capacitadas”, afirmou o vice-presidente.

Fonte:BNews

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: