Cidades

Salvador – Quase sete mil pessoas não concluíram esquema vacinal contra Covid-19

A imunização contra a Covid-19 é composta por duas doses de vacina. Porém, em Salvador, quase 7 mil pessoas deixaram de comparecer aos postos de vacinação para concluir o esquema vacinal. A infectologista da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Adielma Nizarala, alertou sobre as consequências de as pessoas não tomarem a segunda dose da vacina contra o coronavírus. 

“Não é risco, é certeza. Quem não tomar a segunda dose não terá desenvolvimento da imunidade e estará exposto a fazer quadros graves da doença. O indivíduo só será imunizado completamente após a conclusão do esquema vacinal, e transcorrido a partir daí por, pelo menos, 14 dias”, afirmou. 

A infectologista destacou que a finalização do processo de vacinação em massa pode barrar a circulação do vírus. “Do ponto de vista coletivo, se cada pessoa, individualmente, começar a não ter essa preocupação de completar o esquema vacinal, ela não vai ser imunizada e automaticamente a imunidade coletiva também ficará comprometida“, alertou. Dessa forma, segundo a médica, completar a vacinação é importante não apenas do ponto de vista individual, mas também coletivamente. 

A especialista ressaltou a importância de a sociedade alcançar a imunidade de rebanho. “Se tivermos a taxa de cobertura atingida, o vírus não vai conseguir achar pessoas susceptíveis para se proliferar”. Segundo ela, estudos indicam que, contra a Covid-19, a imunidade coletiva será alcançada quando 80% da população estiver vacinada. 

Data de retorno – Para evitar que a imunização fique incompleta, a SMS tem encaminhado mensagens de texto para o celular das pessoas que não compareceram para receber o imunizante. No caso da CoronaVac, é necessário um intervalo de 28 dias entre as duas aplicações. Para a vacina da Oxford-AstraZeneca, o espaço de tempo recomendado é de até 12 semanas. 

Porém, a infectologista afirmou que quem passou do prazo pode fazer o uso da segunda dose, sem necessidade de recomeçar o processo vacinal. “Essas pessoas podem procurar qualquer unidade que esteja fazendo a vacinação de segunda dose e concluir a imunização. Não é preciso tomar a primeira dose novamente”, concluiu.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: