Provedores regionais conectam Carnaval de Salvador e geram economia de até 50% para o Governo

A exemplo do que ocorreu no Carnaval 2018, o governo da Bahia acionou os serviços de provedores regionais de internet durante a festa de 2019 em Salvador, interligando a estrutura das polícias militar, civil, técnica e outros setores da administração, garantindo conectividade com qualidade, disponibilidade acima da média e uma economia estimada em cerca 50% em relação aos preços praticados pelas grandes operadoras.

 Com uma rede de comunicação de dados por fibras óticas, os provedores regionais sustentaram a conexão de todos os órgãos envolvidos com a segurança da festa e apoio ao cidadão, além da transmissão das imagens das câmaras, o acesso aos sistemas da Rede Governo e todos os bits da informação da engrenagem montada para atender o evento, considerada a maior festa popular do mundo. No Carnaval de 2018 pequenos provedores locais atenderam setores estratégicos da festa e a experiência foi considerada sucesso absoluto, superando as expectativas e gerando significativa economia para os cofres do Estado. O resultado positivo incentivou o governo a repetir a operação em 2019.

O presidente da Associação dos Provedores de Internet da Bahia – PROBAHIA, Othon Santana, informou que a entidade tem realizado uma jornada entre os órgãos do governo para mostrar que o aumento da capacidade e disponibilidade da comunicação para a Bahia, através da Rede Governo, só é possível com a participação dos provedores regionais do estado. Segundo dados da Anatel, na Bahia os provedores regionais já detêm cerca de 30% dos assinantes banda larga em relação às grandes operadoras.  Desconsiderando a Grande Salvador, as pesquisas indicam que entre 2015 e final de 2018 a participação dos provedores subiu de 15% para 51% do total de assinantes, o que mostra a velocidade com que esses provedores têm crescido.

Provedores na inclusão digital

Othon Santana ressalta que o governo já reconhece a importância dos provedores regionais, sobretudo para aplicações de inclusão digital, mas acredita que ainda é necessário ampliar as discussões da participação do segmento na nova Rede Governo. A Rede RG4, segundo informou, irá suportar nos próximos anos os serviços do estado que dependem de comunicação, a exemplo da matrícula escolar, SAC, prontuário eletrônico, vídeo monitoramento, wifi, telefonia e dezenas de outras atividades.

Uma grande vantagem na opinião do presidente da PROBAHIA é também o fato de os provedores já estarem geograficamente espalhados pelo interior, permitindo um maior alcance, economia e agilidade no atendimento. Ele lembra que ao fomentar o segmento dos provedores locais o governo estará trazendo outros benefícios para o estado, como a geração de emprego e renda, além da melhoria dos serviços de internet ao cidadão, já que esses provedores ampliam sua capacidade de atendimento nas localidades em que atuam. “Onde a TI do governo quer chegar no interior, os provedores já estão”, enfatizou.

O presidente da Associação ainda revelou outra importante ação que vem sendo articulada pelos provedores regionais: a parceria do segmento com empresa de gestão de qualidade e monitoramento de redes, possibilitando que vários provedores forneçam serviços em conjunto, de forma padronizada e com um ponto único de atendimento.  “Essa iniciativa possibilitará que o mercado corporativo contrate e receba serviços através de um único ponto de contato, monitoramento e gestão”, adiantou Othon Santana, observando que é como se estivesse contratando um serviço de uma grande operadora em qualquer local da Bahia, sendo, porém, realizado com a eficiência e a agilidade de provedores regionais.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: