Projeto da PM recebe Prêmio Nacional Boas Práticas de Qualidade de Vida na Segurança Pública 2019

A Polícia Militar da Bahia, através do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos (DPCDH), recebeu, na tarde desta quinta-feira (4), na cidade de Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul, o Prêmio Nacional Boas Práticas de Qualidade de Vida na Segurança Pública 2019, no 19º Congresso de Stress da International Stress Management Association (ISMA-BR), com a proposta de criação do Observatório de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos dos Policiais Militares do Estado da Bahia.

A proposta do projeto, que foi idealizado pela capitã PM Maria Oliveira, capitão PM Charles Carqueijo, capitã BM Maribel Fernandes e soldado Renan Sant’ana, tem como objetivo proporcionar ao policial militar que se reconheça enquanto sujeito que faz jus à proteção dos Direitos Humanos, através de uma ferramenta efetiva e adaptada à presente cultura organizacional. Ainda assim, busca-se uma oportunidade de se estabelecer um diálogo democrático e fortalecimento institucional, criando unidade, envolvimento e respeito no âmbito da PMBA.

“Esse prêmio representa o resultado de muita dedicação e trabalho. A ideia surgiu depois de muitos anos em sala de aula ministrando aula de Direitos Humanos para a tropa. Essa equipe me encheu de coragem e construímos juntos essa proposta inovadora de levar para nossos homens e mulheres de farda uma representatividade na construção de seus direitos como cidadãos e profissionais. A PMBA avança por permitir que projetos como este se torne uma realidade na garantia dos Direitos Humanos dos nossos policiais militares”, afirmou a capitã Maria Oliveira, uma das autoras do projeto.

Neste evento, também, foi apresentado o Plano de Valorização do Corpo de Bombeiros Militares da Bahia: Processo de Implantação e Modelo de Governança, de autoria da capitã BMBA Maribel Fernandes e da capitã BMBA Jamille de Almeida.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: