Pesquisa mostra perfil do turista que visitou Salvador no Carnaval

Uma pesquisa realizada pela Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) durante o Carnaval  2019 traça o perfil dos turistas que visitaram Salvador nesse período. Além de compor um diagnóstico completo do impacto econômico da festa, beneficiando diversos segmentos da cadeia produtiva e com efeito direto na taxa de ocupação hoteleira.
 
A faixa média de idade dos turistas que vieram a Salvador no Carnaval foi de 35 anos, sendo 52,7% dos entrevistados do gênero masculino e 47,3% do feminino. A renda média desses visitantes é de R$ 6.449, com gasto médio no Carnaval de R$ 3.537. 
 
Outro dado relevante é que a média de permanência desses turistas na capital foi de seis pernoites, ou seja, quase uma semana de estada na cidade. Em relação aos meios de hospedagem utilizados, 40,4% dos entrevistados hospedaram-se em hotel, seguidos de 32,1% que ficaram em casa de parentes ou amigos. 
 
“Com esses dados, podemos estabelecer novas estratégias para incrementar o número de turistas que nos visitam, a exemplo de ações promocionais junto a mercados emissores nacionais e internacionais”, afirma o subsecretário estadual do Turismo, Benedito Braga. Ele destaca, entre outros, o dado sobre o gasto médio do turista no Carnaval, que revela “um poder de consumo significativo para o incremento da economia”. 
 
Realizada de 2 a 7 de março, por 13 profissionais, junto a 1.112 turistas, a Pesquisa de Caracterização do Turismo Receptivo e Avaliação de Serviços apontou que 89,2% dos entrevistados eram brasileiros, enquanto 10,8% eram estrangeiros. Desses últimos, os argentinos representaram 30% do total, enquanto os franceses responderam por 10% e os norte-americanos por 7,5%.
 
Avaliações
 
Entre os entrevistados, 16,3% utilizaram um Posto de Informações Turísticas ou o Serviço de Atendimento ao Turista (SAT), disponibilizado pelo Governo do Estado. No geral, os serviços dos postos e SAT foram bem avaliados: mais de 90% dos turistas consideraram o atendimento  como muito bom ou bom. Já o atendimento do serviço de Guias e Monitores, da Setur, foi utilizado por 9,5% dos entrevistados e obteve aprovação de 94%.
 
No quesito transportes, o metrô foi utilizado por 17,6% dos entrevistados e obteve avaliação positiva de mais de 90% deles. 
 
Os itens mais bem avaliados foram os camarotes (com aprovação de 93,8% dos pesquisados) e a hospitalidade do povo baiano (citada por 93,1% dos entrevistados). A segurança pública também teve destaque, com excelente avaliação – 50% consideraram muito bom e 32%, bom. Além disso, o resultado demonstrou a aprovação do Carnaval de Salvador pelos turistas e a intenção de retorno em edições futuras.
 
Pontos da pesquisa 
 
As entrevistas foram realizadas nos principais portões de Salvador – aeroporto e terminal rodoviário – e nos circuitos do Carnaval – Dodô, Osmar e Batatinha. As pessoas entrevistadas estavam com permanência mínima de 24 horas na cidade.
 
Segundo a diretora de Planejamento Turístico da Setur, Giulliana Brito, a realização desta pesquisa durante um evento de grande porte como o Carnaval de Salvador subsidiará ações estratégicas com vistas ao fortalecimento da atividade turística e aprimoramento dos serviços. “É uma festa que atrai turistas de todos os continentes à cidade, contribuindo significativamente para a economia do estado”, destacou.
 
Os pesquisadores utilizaram técnica com viés quantitativo, com formulários em três idiomas (português, inglês e espanhol) e questões fechadas e abertas.
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: