HGE 2 completa três anos com 15,5 mil procedimentos cirúrgicos

Há três anos, o Hospital Geral do Estado (HGE) ganhou uma nova unidade com 161 leitos. Entre eles, 52 são de terapia intensiva (UTI), sendo 40 geral, oito pediátricas e quatro de queimados. No período, mais de 15,5 procedimentos cirúrgicos foram realizados no HGE 2. O investimento de R$ 90 milhões, feito pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesab), ampliou a capacidade e a complexidade dos atendimentos.
 
“Nós entendemos que o HGE não suportava mais o atendimento devido ao aumento da população. Então, nós pedimos ao Governo do Estado que criasse um hospital que fosse de retaguarda. Isso é muito bom para esclarecer à população que o HGE 2 não é um hospital de porta aberta”, explica o diretor-geral do complexo hospitalar, André Luciano Andrade, sobre a nova unidade, que funciona recebendo os casos do HGE 1.
 
Referência no atendimento a queimados no estado, o complexo HGE possui uma central exclusiva para este tipo de caso. Também se destaca em cirurgia geral de urgência, além de traumato-ortopedia, oftalmológica por trauma, plástica reparadora, torácica, buco-maxilo facial e de coluna. O HGE 2 trouxe mais 10 salas de cirurgia, o que resolveu o problema de adiamento das cirurgias marcadas em função dos atendimentos emergenciais.
 
“Nós víamos que, principalmente em relação aos pacientes de ortopedia, muitas cirurgias não podiam ser feitas apenas no primeiro tempo. Elas precisavam de um segundo tempo. Devido ao número de salas do HGE 1, que são sete, essas cirurgias eram postergadas, ainda que já estivessem marcadas, porque chegavam casos mais graves no dia e nós tínhamos que colocar esse paciente na frente. O HGE 2 é um grande avanço, não somente para quem trabalha no HGE, mas para o estado da Bahia”, destaca o diretor-geral.
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: