Esportes

Cidade Tricolor, novo centro de treinamento do Bahia, em Dias D’Ávila, será entregue breve

O diretor-executivo do clube, Pedro Henriques, que concedeu entrevista ao Programa do Esquadrão nesta quinta-feira, diz está muito próximo da  Cidade Tricolor, novo centro de treinamento do Bahia, em Dias D’Ávila, será entregue, a perspectiva é que seja em Junho.

Segundo Henriques, as obras do CT estão dentro do cronograma estabelecido pela diretoria. Ele citou alguns imprevistos ocorridos na construção, mas garantiu que eles não afetaram o planejamento.

– Será entregue em julho. São quatro campos, com saneamento, toda a parte de drenagem, irrigação, todos de grama natural… Tem capacidade para colocar mais quatro campos. Já temos orçamentos estabelecidos e pré-aprovados para a instalação de dois campos sintéticos, mas isso não vai ser feito no primeiro momento. Tudo depende da disponibilidade de caixa. Todo mundo sabe a capacidade do Bahia. A gente tem conseguido aumentar nossas ações, com novidades, marca própria, plano de sócios, mas a gente vai fazendo incrementos à medida da disponibilidade de caixa. Isso vai sendo feito à medida da nossa conveniência. Até julho deve estar pronto. Tudo está dentro do cronograma – assegurou.

Questionado sobre a mudança do clube para a Cidade Tricolor, Henriques deixou a decisão nas mãos da diretoria. Ele sinalizou que o assunto será estudado, já que seria complicado mudar toda a rotina dos jogadores e também dos atletas da base no meio da temporada. Inicialmente, segundo ele, seria possível alojar 68 jovens atletas das categorias inferiores, com intenção de aumentar este número conforme a possibilidade do clube.

– Essa decisão vai competir à presidência. É uma decisão estratégica, que vai ser tomada conforme a conveniência dessa mudança. Eles vão conversar com todos, com a comissão técnica, porque se trata de uma mudança no meio da temporada. Ainda temos que ver a base, porque há itens a serem avaliados, como escolas, já que estaremos no meio do ano letivo. É uma situação que está sendo monitorada e vai ser uma estratégica que compete à presidência. A gente tem que viabilizar o equipamento. Se for conveniente para todos, o departamento de futebol tem que opinar, a mudança vai acontecer de acordo com a presidência – finalizou.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Close
%d blogueiros gostam disto: